A região do extremo norte da Amazônia brasileira, onde vive o povo indígena Yanomami, é rica em ouro e outros minérios. Infelizmente, para os Yanomami, essa tem sido sua maior maldição.

Os resultados de um estudo recente, conduzido pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), em parceria com o Instituto Socioambiental (ISA), mostram que invasão contínua e ilegal de garimpeiros à Terra Indígena Yanomami tem trazido graves consequências para a saúde dos Yanomami: em algumas aldeias, até 92% das pessoas examinadas encontram-se contaminadas por mercúrio.

mercurio1

Por solicitação das associações indígenas Hutukara Associação Yanomami (HAY) e Associação do Povo Ye´kwana do Brasil (Apyb), em novembro de 2014 uma equipe de pesquisa coletou 239 amostras de cabelo em 19 aldeias, e 35 amostras de peixes, parte essencial da dieta indígena nas regiões de Papiú e Waikás, onde residem as etnias Yanomami e Ye’kwana. Priorizaram-se os grupos mais vulneráveis à contaminação: crianças, mulheres em idade reprodutiva e adultos com algum histórico de contato direto com a atividade garimpeira.

Segundo a equipe de pesquisa, o caso mais alarmante foi o da comunidade Yanomami de Aracaçá, na região de Waikás, onde 92% do total das amostras apresentaram alto índice de contaminação. Essa comunidade, entre todas as pesquisadas, é a que tem o garimpo mais próximo. Na região do Papiú, onde foram registrados os menores índices de contaminação – 6,7% das amostras analisadas – a presença garimpeira é menos acentuada.

COMO SE DÁ A CONTAMINAÇÃO POR MERCÚRIO

O uso do mercúrio faz parte do processo tradicional utilizado no garimpo para viabilizar a separação do ouro dos demais sedimentos. Uma parte dele é despejada nos rios e igarapés e a outra é lançada na atmosfera. Uma vez na atmosfera, ele acaba caindo nas proximidades das áreas de exploração. As águas dos rios e os peixes que ingerem o mercúrio podem levá-lo para regiões mais distantes. A contaminação de seres humanos se dá especialmente através da ingestão de peixes contaminados, sobretudo os carnívoros e de tamanho maior.

Fonte: Instituto Socioambiental (ISA)

www.socioambiental.org/pt-br

EFEITOS DA CONTAMINAÇÃO POR MERCÚRIO

O mercúrio é um metal altamente tóxico e seus danos costumam ser graves e permanentes: alterações diretas no sistema nervoso central, causando problemas de ordem cognitiva e motora, perda de visão, doenças cardíacas entre outras debilidades. Nas mulheres gestantes, os danos são ainda mais graves, pois o mercúrio atinge o feto, causando deformações irrecuperáveis.

mercurio2

About The Author

Xapuri

Related Posts

Deixe uma resposta