Leonardo Boff fala da ternura, do cuidado essencial que devemos nutrir para com os outros em busca de nossa autorrealização como pessoa na defesa de nossas causas

 

A ternura vital deriva do cuidado essencial.

A ternura é o afeto que devotamos às pessoas e o cuidado que aplicamos às situações existenciais.

É um conhecimento que vai além da razão, pois mostra-se como inteligência que intui, vê fundo e estabelece comunhão.

A ternura é o cuidado sem obsessão: inclui trabalho, não como mera produção utilitária, mas como obra que expressa a criatividade e a autorrealização da pessoa.

Ela é um afeto que, à sua maneira, também conhece.

Na verdade, só conhecemos bem quando nutrimos afeto e nos sentimos comovidos com aquilo que queremos conhecer.

A ternura pode e deve conviver com o extremo empenho por uma causa, como foi exemplarmente demonstrado pelo revolucionário cubano Che Guevara (1928–1968).

Dele guardamos a sentença inspiradora: “hay que endurecer sin perder la ternura jamás”.

Leonardo Boff – Ecólogo. Filósofo.

 

Salve! Este site é mantido com a venda de nossos produtos. É, também, com um percentual dessas vendas, que apoiamos a luta do Comitê Chico Mendes, no Acre, do povo Krenak, em Minas Gerais, do Museu Kalunga Iaiá Procópia, em Goiás e do povo Xavante, no Mato Grosso. Ao comprar em nossa Loja Xapuri, você fortalece um veículo de comunicação independente, você investe na Resistência. Contamos com você! WhatsApp: 61 9 99611193.

 

Comentários

%d blogueiros gostam disto: