Carreteiro com óleo de buriti, uma receita do Cerrado –

O Buriti é uma palmeira, assim como a buritirana, a bacaba, o babaçu, a gueiroba e a piaçava. Dele tudo se aproveita, desde as folhas (ou palhas) até a raiz. É por isso que muita gente chama o buriti de árvore da vida.

Além de cestos, bolsas, costuras, vassouras, fios para costura, móveis, brinquedos, doces e sucos, também se faz, a partir do fruto, o óleo de buriti, usado tradicionalmente pelos povos do Cerrado para ajudar na cicatrização de feridas e queimaduras, aliviar a dor de picadas de insetos, para amenizar problemas respiratórios e até mesmo para curar picadas de cobras.

Recentemente, foram feitas pesquisas científicas que confirmaram que o óleo de buriti tem ação bactericida e possui antioxidantes e vitaminas, que servem para a produção de cosméticos e como protetor solar.

O óleo de buriti é também utilizado na culinária, principalmente para fritar carnes e peixes. Uma das receitas clássicas dos povos do Cerrado utilizando o óleo de buriti é o famoso Carreteiro com Óleo de Buriti, que reproduzimos aqui em versão de Rita Medeiros.

INGREDIENTES

1 dente de alho

1 colher de sopa de cebola ralada

3 colheres de sopa de óleo de buriti

3 colheres de sopa de óleo de girassol

½ quilo de charque, ou carne seca, em pedaços pequenos

3 xícaras de arroz

Salsinha, coentro e cebolinha cortados bem finos

MODO DE FAZER

Se tiver excesso de sal no charque, retirá-lo deixando a carne de molho em água. Refogar o alho e a cebola em uma panela funda, de ferro, com os óleos de buriti e de girassol. Adicionar o charque em pedaços e fritar bem. Em seguida, adicionar o arroz. Depois despejar água fervente e deixar cozinhar por pelo menos vinte minutos. Se houver necessidade, acrescentar sal. Mais cinco minutos de cozimento. Servir assim que retirar do fogo, acrescentando o cheiro verde.

Fonte: “Boas Práticas de Manejo para o Extrativismo Sustentável do Buriti”. Instituto Sociedade, População e Natureza, Brasília, 2017.

Comentários

%d blogueiros gostam disto: