chat Facebook

Com vocês, a maionese de pequi!

Por Lúcia Resende 

Dos frutos que os peregrinos do alvorecer encontraram no pomar do paraíso, aqui no Cerrado do Brasil Central, há mais de 12 mil anos, um dos mais versáteis é o pequi. Come-se arroz com pequi, frango com pequi, carne-seca com pequi, pequi assado, e por aí vai. Sem exagero, há quem chame o fruto de carne amarela, eu inclusive!

Em Goiás, especialmente aqui na nossa região do Nordeste goiano, ultimamente têm aparecido deliciosos temperos à base de pequi com pimenta. E há notícias de que a Escola de Agronomia da Universidade Federal de Goiás desenvolveu uma maionese à base do azeite de pequi.

Para a maionese de pequi caseira, o segredo é acrescentar polpa do fruto a sua receita caseira. A que faço é bem orgânica, bem simples, totalmente artesanal, e pode ser usada na hora com legumes cozidos ou crus, com mandioca cozida, com batata-doce, no pão ou nas saladas.

INGREDIENTES

• 2 gemas de ovo caipira

• 1 xícara de chá de azeite de oliva

• 2 colheres de polpa de pequi

• sal e pimenta a gosto

PREPARO

continua depois da propaganda

Coloque a gema, metade da polpa de pequi e uma pitada de sal de numa tigela. Bata devagar e sempre (na batedeira ou na mão mesmo, com o fuet), até formar uma mistura homogênea. Quando estiver bem fi rme, acrescente o restante da polpa, teste o sal e tempere a gosto com pimenta, de preferência com pimenta-de-cheiro. Fica uma delícia!

Lúcia Resende

Professora

@mluciares



Salve! Pra você que chegou até aqui, nossa gratidão! Agradecemos especialmente porque sua parceria fortalece  este nosso veículo de comunicação independente, dedicado a garantir um espaço de Resistência pra quem não tem  vez nem voz neste nosso injusto mundo de diferenças e desigualdades. Você pode apoiar nosso trabalho comprando um produto na nossa Loja Xapuri  ou fazendo uma doação de qualquer valor pelo PIX: contato@xapuriinfo.dream.press. Contamos com você! P.S. Segue nosso WhatsApp61 9 99611193, caso você queira falar conosco a qualquer hora, a qualquer dia. GRATIDÃO!

continua depois da propaganda

loja Xapuri camisetas

Réquiem para o Cerrado – O Simbólico e o Real na Terra das Plantas Tortas

Uma linda e singela história do Cerrado. Em comovente narrativa, o professor Altair Sales nos leva à vida simples e feliz  no “jardim das plantas tortas” de um pacato  povoado  cerratense, interrompida pela devastação do Cerrado nesses tempos cruéis que nos toca viver nos dias de hoje. 

COMPRE AQUI

Réquiem para o Cerrado

continua depois da propaganda
Chat Facebook