De onde vem o sorvete, uma das sobremesas mais populares do planeta –

            O sorvete, essa delícia congelada que refresca os dias quentes do verão brasileiro, e é uma das sobremesas mais populares de todos os tempos, vem de eras muito antigas. Há trechos bíblicos que descrevem o Rei Salomão (966 a.C.  – 926 a.C.) degustando uma sobremesa congelada. E há relatos de que Alexandre, o Grande (356 a.C. – 323 a.C.) apreciava drinks supergelados feitos à base de mel e vinho. Mas os primeiros registros a respeito de uma sobremesa gelada feita com leite de vaca, cabra ou búfalo, misturados com outros ingredientes para dar cor e sabor,  são da Dinastia Tang (681 – 907).

Já os árabes costumavam fazer uma receita chamada sharabat, que eram  drinks supergelados feitos com cereja, romã e marmelo. Essas bebidas ficaram populares entre a aristocracia europeia, tanto que os europeus aprimoraram a receita com a ajuda dos franceses, mais tarde. Essas versões geladas líquidas foram transformadas em sobremesas congeladas no século 17, tendo açúcar adicionado à mistura de então. A primeira pessoa a registrar uma receita dessa guloseima foi Antono Latini, considerado por muitos como o criador do verdadeiro sorvete.

Em 1686, um italiano chamado Francesco Procópio dei Coltelli foi o responsável pela abertura do primeiro café de Paris. Lá, ele começou a comercializar o famoso gelato e fez sucesso entre os moradores locais, incluindo nomes célebres como Benjamin Frankiln, Victor Hugo e Napoleão. Procópio passou a ser conhecido como o pai do gelato italiano. Os franceses gostaram tanto da novidade que não demorou muito para que aprimorassem a receita de Procópio. Foi então que Nicolas Audiger acrescentou à receita de gelato novos sabores e resolveu agitar a mistura enquanto estivesse em seu processo de congelamento, para ter uma textura mais cremosa e macia. Nascia o sorvete francês fromage.

O sorvete chegou à América por volta de 1700, trazido por europeus que já dominavam as técnicas de produção. Não demorou para a sobremesa se tornar popular e amada por todos. Estima-se que, nos EUA, 9% da produção de leite é destinada à fabricação de sorvete.

O SORVETE NO BRASIL

A história da chegada do sorvete ao Brasil data de agosto de 1834, quando um navio americano chamado Madagascar aportou no Rio de Janeiro  com 217 toneladas de gelo.

Dois comerciantes cariocas compraram a carga e, com ela, produziram e passaram a comercializar sorvetes de frutas, chamados de “gelados”, em 23 de agosto de 1834. Para que o gelo não derretesse, ele era envolvido em serragem e enterrado em grandes covas. Assim, duravam de 4 a 5 meses!

Esse novo comércio provocou uma revolução nos costumes sociais da época. Antes do sorvete, as mulheres eram proibidas de entrar em bares, cafés, docerias e confeitarias. Mas quando o sorvete chegou, as mulheres romperam essa convenção e passaram a invadir esses locais para degustar seus gelados.

Em São Paulo, o primeiro registro de sorvete é de um anúncio no jornal A Província de São Paulo, datado de 4 de janeiro de 1978, que dizia: “Sorvetes – todos os dias às 15  horas, na Rua Direita, no 14”.

A primeira fábrica de sorvetes no Brasil foi a U.S. Markson do Brasil, fundada no Rio de Janeiro, em 1941.

ANOTE AÍ:

Fontes

https://www.terra.com.br/criancas/not24.htm

https://www.megacurioso.com.br/culinaria/36625-prepare-se-para-babar-conheca-um-pouco-da-historia-do-sorvete.htm

Anúncios

Comentários

X
%d blogueiros gostam disto:
preloader