Por Lúcia Resende

Era na Rua Auta Vidal, 262, que existiam as melhores empadinhas de Formosa nas décadas de 1970-80. Ali, dona Teresinha Resende, minha sogra, fazia salgados de vários tipos, mas a empadinha era sua especialidade.

Eram tempos difíceis, não havia freezer, tudo era preparado no mesmo dia, e as encomendas não cessavam. Era ela no comando, as filhas e algumas noras, eu inclusive, ajudando, sábados inteirinhos, para que as entregas não atrasassem.

O preparo começava na véspera e, na madrugada, ela deixava prontos as massas e o recheio. A gente chegava cedinho e começava a labuta. O fogão e o forno eram a lenha, uma quentura danada, e dona Teresinha sempre firme.

Na hora de desenformar, algumas empadinhas quebravam… a meninada da família e da vizinhança estava sempre por ali, pra comer e se refestelar. O dia corria afobado, e ela sempre serena.

Depois, tudo terminado, dona Teresinha ainda tinha forças pra abrir os restos de massa, cortar em pedaços pequenos e fritar, pra gente comer com o café quentinho. Era uma delícia! Tempo bom! Lembranças boas!

Foi assim que aprendi a fazer as empadinhas à moda dela, no olho, com os mesmos poucos temperos, pra conseguir aquele sabor que ainda hoje encanta quem experimenta. Pra fazer este registro, fui medindo, anotando, e aqui trago a “receita” que, garanto, é um sucesso!

Ingredientes

Massa

1 ¼ kg de farinha de trigo

1 xícara de café de óleo

1 colher de sopa rasa de sal

3 ¾ xícaras de chá de água morna

Modo de fazer

Despeje 1 kg de farinha de trigo numa bacia, abra um buraco no meio, coloque o óleo, o sal, a água morna e amasse bem, até ficar uma massa bem lisa. Enrole num saco plástico e reserve.

Recheio

1 frango de aproximadamente 2,5 kg

3 kg de batatinha

3 colheres de sopa cheias de extrato de tomate

4 dentes de alho

3 cabeças médias de cebola

Pimenta-do-reino moída na hora, a gosto

Pimenta-de-cheiro ou outra, a gosto

Cebolinha verde, a gosto

Sal

1 lata de ervilha

1 lata de milho verde

Azeitonas

Modo de fazer

  • Cozinhe as batatas, deixe esfriar e corte em cubos. Reserve.
  • Limpe bem o frango, corte em pedaços grandes, coloque numa panela. Acrescente o alho amassado com sal (cerca de 1 colher pra cada quilo de frango), o extrato de tomate, um pouco de pimenta-do-reino, cubra com água e deixe cozinhar bem. Desligue o fogo, retire o frango, reserve o caldo. Deixe esfriar e desfie, desprezando ossos e peles (pode fazer isso na véspera e manter na geladeira).
  • Em uma panela grande, coloque ¾ xícara de óleo, refogue bem a cebola cortada em cubinhos, acrescente o caldo do frango, ferva bem, junte o frango desfiado e misture. Deixe esfriar um pouco.
  • Em uma bacia grande, despeje a batata, o molho preparado (morno), a ervilha, o milho, os temperos, e misture com cuidado. Se necessário, acrescente mais um pouco de óleo. Regule o sal.

Finalizando

Recheio e massa prontos, hora de enformar e assar. Unte as forminhas. Espalhe sobre a mesa ou bancada. Com um rolo, abra um pouco da massa até ficar fina (polvilhe farinha de trigo, pra não grudar), coloque cuidadosamente sobre as forminhas. Com uma colher, vá colocando o recheio sobre a massa, enchendo (não muito) cada forminha. Por cima, coloque um pedaço de azeitona. Forminhas cheias, abra outra massa (deixe sempre a parte da massa que não está sendo usada dentro do saco plástico, pra não ressecar), cubra as empadinhas. Com a palma da mão, pressione e corte as empadinhas, uma a uma, e coloque na assadeira. Bata 1 ovo com ½ xícara de óleo e pincele cada empada. Asse e deixe esfriar para desenformar.

Sucesso garantido, com sabor de passado, de cozinha tradicional!

Obs.: Se quiser, pode congelar.

Professora
@mluciares


Salve! Este site é mantido com a venda de nossos produtos. É também com a venda deles que apoiamos a luta do Comitê Chico Mendes, no Acre, e a do povo indígena Krenak, em Minas Gerais. Ao comprar nosso e-book Réquiem para o Cerrado, ou assinar nossa revista Xapuri, você fortalece um veículo de comunicação independente, você investe na Resistência.  Importante: Nossa Loja Solidária está em manutenção e volta em breve, com lindas camisetas e mais novidades. Até lá, precisando de algo, por favor fale conosco via WhatsApp: 61 9 99611193.

Comentários

%d blogueiros gostam disto: