“Casinhas de cores mil, calçadas passeadeiras, o amor está nas janelas das belas namoradeiras”.

Trecho da música Pé-de-Moleque – Côco de Feira

Histórica, colonial, cultura efervescente e impressionantes belezas naturais, uma ótima opção para o turismo nos finais de semana. Assim é Pirenópolis, esse pedaço de paraíso localizado a 127 Km de Goiânia e a 150 km de Brasília. Aqui, de preferência a gente anda a pé, dá bom dia pra quem encontra na rua, e respira o delicioso ar provinciano da vida pacata no interior de Goiás.

Pra quem gosta de um pouco de agito, a charmosa Rua do Rosário (Rua do Lazer), oferece bares e restaurantes com os mais variados cardápios e atrações – desde uma serestaP5 com os melhores boleros até o badalado forró, que serve de ponto de encontro para quem quer conhecer gente nova, enquanto ali bem perto, na Rua do Bonfim, variados e saborosos petiscos podem ser degustados ao som de uma ótima música, que vai desde o samba até o bom e velho rock’n roll.P3

Saindo um pouco da área urbana, mais de 80 cachoeiras, a maioria de fácil acesso, oferecem a oportunidade de banhos que revigoram qualquer corpo e mente. No portal da cidade encontram-se roteiros e guias turísticos para cada de tipo de grupo ou família.

Pra descansar depois de tanto passeio, nada como pegar uma tuc-tuc (transporte para até 3 pessoas) rumo às muitas opções para um pouso aconchegante e acolhedor. Destaque para as pousadas de médio porte que oferecem preços acessíveis e se encontram afastadas do badalado centro histórico, ideais para quem está acompanhado da família.

Para as pessoas mais jovens que querem conhecer novas pessoas e culturas, a melhor opção são os hostels, que se caracterizam pelo uso compartilhado dos ambientes (quartos, cozinha, banheiro), além de terem preço acessível.

Há ainda opções de hospedagem mais glamorosas e sofisticadas, a exemplo dos resorts. Nesses, em sua maioria a poucos quP4ilômetros da cidade, se descobre que o conforto, o requinte e a tranquilidade podem ser desfrutados longe das grandes cidades. Muitos contam com transporte próprio para hóspedes, restaurante e opções de relaxamento que dão a impressão de se estar num spa.

Pirenópolis também é rota de eventos que trazem para a cidade turistas de perfis diferenciados. Festivais literários, gastronômicos, musicais, de cinema e teatrais fazem de Piri um ponto de efervescência cultural.

A cidade acabou atraindo muitos artistas de diversas regiões do Brasil, que pra cá vieram em busca de espaço para sua arte. Na tradicional feira de artesanato do Coreto, é comum encontrar, somado à tradicional arte em prata característica da cidade, grupos de cultura popular e artistas dos mais variados saberes e fazeres compartilhando experiências.  E quem estica a estada pode ouvir, na Rua do Rosário, às segundas-feiras, boa parte dos músicos da cidade em noite descontraída de música autoral. Um programa imperdível!

Além disso, existe o calendário de eventos culturais e religiosos de Pirenópolis. As Cavalhadas e a Festa do Divino Espírito Santo são as principais e se caracterizam como o momento do povo pirenopolino. E quem chega de fora respeita e se sensibiliza com a paixão que os nativos têm por essas comemorações. É uma cidade apaixonante…

VEM AÍ… CADERNO PIRI

A partir do mês de julho de 2016, a revista Xapuri circulará com o Caderno Piri, seu guia informativo sobre a cidade mais charmosa das regiões do Distrito Federal e de Goiás. Reserve já o seu espaço para mostrar seu comércio, seu trabalho, sua arte! Fale com a gente: contato@xapuri.info.

P7Juliana Bernardes
Produtora Cultural – moradora de Pirenópolis

About The Author

Juliana Bernardes

Related Posts

Deixe uma resposta