Quem sai de Brasília em direção norte, cerca de 400 quilômetros depois, encontra um mundo arrebatador. O Parque Estadual de Terra Ronca, com 57 mil hectares, foi criado pela lei 10.879, de 7 de julho de 1989, e situa-se nos municípios de São Domingos e Guarani de Goiás, no nordeste goiano, divisa com a Bahia. Terra Ronca revela as entranhas da Terra despencada, revirada e reacomodada, num conjunto de cavernas secas e molhadas de beleza estonteante.

Com uma vegetação que inclui cerrado, cerradão, matas de galeria e veredas, a área serve de abrigo a uma vasta fauna. São mais de 150 espécies de aves e quase 50 de mamíferos na região, pra não citar outras.

Em meio à paisagem, encravada no Cerrado e emoldurada pela Serra Geral de Goiás, salta aos olhos a enorme boca do complexo universo esculpido há milhões de anos, desde que a região era banhada pelo mar, no período Pré-Cambriano superior.

O vão de entrada de Terra Ronca, com mais de 90 metros de altura e 120 de largura, é um convite irresistível para os amantes da ousadia da mãe Natureza. Mistério e surpresa estão garantidos nas grutas, nos enormes salões, nas passagens estreitas, nos túneis, nas formações calcárias – gigantescas colunas de estalactites, estalagmites (formadas por gotinhas impregnadas por calcário que pingam por milhares e milhares de anos). A escuridão rompida poucas vezes e os rios que serpenteiam, roncando por caminhos inusitados, formam lagos subterrâneos e despencam em cachoeiras completam o cenário da verdadeira viagem por dentro da Terra.

As cavernas de Terra Ronca, um dos maiores complexos espeleológicos do Brasil e do mundo, representam uma das mais espetaculares atrações subterrâneas do Hemisfério Sul, ainda praticamente desconhecida.

De suas cavernas, sete figuram na lista das trinta maiores do Brasil. A maior delas, Angélica, tem 14.100 metros de extensão, é a 4ª maior do país. Do conjunto, pouquíssimas foram exploradas, entre as quais Angélica, Terra Ronca I e II, São Vicente, São Bernardo, Lapa do Bezerra e São Mateus.

Como chegar

De Brasília, seguindo pela BR-020, o caminho é por Formosa, Alvorada do Norte e Posse. Em Posse, deixa-se a BR-020 em direção a Guarani de Goiás. O Parque de Terra Ronca fica a aproximadamente 40 km de Guarani de Goiás.

ANOTE AÍ:

+ INFO: www.semarh.goias.gov.br

About The Author

Lúcia Resende

Mestra em Educação Relações Públicas da ADFFOR (Associação das Pessoas com Deficiência de Formosa – Goiás)

Related Posts

Deixe uma resposta