“A utopia está lá no horizonte. Me aproximo dois passos, ela se afasta dois passos. Caminho dez passos e o horizonte corre dez passos. Por mais que eu caminhe, jamais a alcançarei. Para que serve a utopia? Serve para isso: para que eu não deixe de caminhar.”  Eduardo Galeano

Bom saber que, em tempos bicudos como os que vivemos, tem gente se juntando para celebrar os sonhos e  ousar construir novas utopias.  Entre os dias 22 e 26 de junho de 2016, na cidade de Maricá, no Rio de Janeiro, acontece o I Festival Internacional da Utopia, cujos princípios se pautam por um manifesto e pela esperança da construção do sonho coletivo de um mundo melhor para as gerações presentes e futuras.

Aleida Guevara, Eduardo Suplicy, Jandira Feghali, João Pedro Stédile, Paul Singer, Tariq Ali, Vandana Shiva e Lula estão entre as e os convidados/as da Prefeitura de Maricá para cumprir com uma programação que se espalha por uma Tenda dos Pensadores, um Acampamento da Juventude, um Encontro Internacional, uma Feira da Reforma Agrária, e um Espaço Mundo Encantado para acolher as crianças.

Anote aí o site para mais informações sobre o Festival Internacional da Utopia: www.festivaldautopia.com

MANIFESTO

No dia 22 de junho de 2016 você tem um encontro com o impossível. Se você é um governante preocupado com os pobres, com a igualdade econômica, a liberdade verdadeira e a fraternidade entre os povos e as pessoas; se você é um artista inquieto e busca alargar as experiências estéticas e sensoriais existentes no rumo do encontro com o inexistente; se você é um religioso que segue os ensinamentos de Cristo ou de qualquer outro profeta ou divindade que nos dá exemplos de bondade e amor ao próximo e a natureza; se você é um jovem em busca da novidade e da rebelião interna e coletiva; se você não se conforma com uma humanidade marcada pelo amor ao dinheiro e pelo desprezo ao sofrimento e as necessidades do seu semelhante e à natureza; então, além de sermos companheiros, como dizia Che, estamos lhe convidando para estar no Brasil, em Maricá, bela cidade litorânea do Estado do Rio de Janeiro, situada há 58km da capital, para compartilhar conosco experiências na Primeira Feira Internacional da Utopia. Nosso povo, nossa cidade e nossa prefeitura lhe convidam a compartilhar conosco suas experiências, debater ideias e pensar ações conjuntas. Índios, quilombolas, pescadores artesanais, atingidos por barragens, agricultores familiares, camelôs, empreendedores populares, membros de cooperativas, participantes de comunidades alternativas, LGBTs, populações tradicionais… Operários organizados, trabalhadores rurais Sem-Terra, trabalhadores urbanos Sem-Teto, intelectuais engajados, estudantes universitários e secundaristas, professores libertadores, advogados cidadãos, mulheres feministas… Católicos, evangélicos, espíritas, judeus, integrantes de religiões de matriz africana, budistas, muçulmanos… E todos aqueles que professam sua fé em busca do equilíbrio espiritual, da bondade, da justiça social e do respeito ao seu semelhante e a natureza… Artistas plásticos, músicos, escultores, capoeiristas, sambistas, forrozeiros, artesãos, jazzeiros, grafiteiros, funkeiros, skatistas, roqueiros, pintores, MCs, caminhantes, ambientalistas… Todos estão convidados com imenso carinho e amor a estar nos dias 22, 23, 24, 25 e 26 de junho de 2016 em Maricá para participar do I Festival Internacional da Utopia, para que possamos todos juntos celebrar nossos sonhos, desejos, lutas, experiências e práticas em busca de um mundo melhor, em busca de nossos melhores sonhos.

 

About The Author

Xapuri

Related Posts

Deixe uma resposta