As fiandeiras – fiam tramas/fiam urdiduras/fiam vidas… Um lindo poema, uma ode à ternura laboriosa das fiandeiras, essas gigantes da nossa cultura, da nossa arte, das nossas vidas…

Por Rejane Araújo 

As fiandeiras têm a sina de fiar.

Fiam rendas
fiam bilros
fiam vidas.

Tecem redes
que embalam
e amortalham
outras tantas.

As aranhas têm a sina de fiar.

Fiam tramas
fiam urdiduras
fiam vidas.

Tecem lençóis
que resguardam
e enterram
outras tantas.

Tecem e cortam
o fio que conduz
e agasalham os mortos.

À poeta Rejane Araújo, nossa gratidão por nos permitir publicar tão bela obra!

continua depois da propaganda

Salve! Pra você que chegou até aqui, nossa gratidão! Agradecemos especialmente porque sua parceria fortalece  este nosso veículo de comunicação independente, dedicado a garantir um espaço de Resistência pra quem não tem  vez nem voz neste nosso injusto mundo de diferenças e desigualdades. Você pode apoiar nosso trabalho comprando um produto na nossa Loja Xapuri  ou fazendo uma doação de qualquer valor pelo PIX: contato@xapuriinfo.dream.press. Contamos com você! P.S. Segue nosso WhatsApp: 61 9 99611193, caso você queira falar conosco a qualquer hora, a qualquer dia. GRATIDÃO!

Caminhando na Floresta


 E-Book Caminhando na Floresta

Um livro imperdível sobre a experiência do autor na convivência com os seringueiros do Vale do Acre nos tempos de Chico Mendes.

COMPRE AQUI

Caminhando na Floresta

Salve! Pra você que chegou até aqui, nossa gratidão! Agradecemos especialmente porque sua parceria fortalece  este nosso veículo de comunicação independente, dedicado a garantir um espaço de Resistência pra quem não tem  vez nem voz neste nosso injusto mundo de diferenças e desigualdades. Você pode apoiar nosso trabalho comprando um produto na nossa Loja Xapuri  ou fazendo uma doação de qualquer valor pelo PIX: contato@xapuriinfo.dream.press. Contamos com você! P.S. Segue nosso WhatsApp: 61 9 99611193, caso você queira falar conosco a qualquer hora, a qualquer dia. GRATIDÃO!

 

continua depois da propaganda