Outra barragem de rejeitos da Vale desaba. Mais lama, mais destruição, mais tragédia, mais mortes

Outra tragédia ambiental, com perdas de dimensões incalculáveis, acaba de acontecer em mais uma barragem da Vale, em Minas Gerais. Segundo a própria companhia, na tarde desta sexta-feira, 25 de janeiro, houve o rompimento da barragem em Brumadinho, na Barragem I, no Córrego do Feijão, na região metropolitana de Belo Horizonte, a apenas a 120 quilômetros da cidade mineira de Mariana.
Também segundo informações da Vale, os rejeitos de Brumadinho  atingiram a área administrativa da companhia e parte da comunidade da Vila Ferteco. O desastre acontece há pouco mais de três anos da  tragédia do rompimento da barragem da Vale em Mariana, em novembro de 2015, que resultou n fim do distrito de Bento Rodrigues, na  destruição da região banhada pelas águas do Rio Doce e na perda de 19 vidas humanas.
. A Vale emitiu nota informando que acionou o Corpo de Bombeiros e ativou o seu Plano de Atendimento a Emergências para Barragens.  “A prioridade total da Vale, neste momento, é preservar e proteger a vida de empregados e de integrantes da comunidade”, diz a empesa na nota.
Imagens divulgadas pelo Corpo de Bombeiros mostram uma realidade devastadora. Um vídeo divulgado por trabalhadores da barragem informa que o rompimento ocorreu na hora do almoço e que a lama atingiu um restaurante cheio de pessoas. Não há, ainda, informações específicas sobre os danos ambientais e sobre as vítimas da tragédia.

Salve! Pra você que chegou até aqui, nossa gratidão! Agradecemos especialmente porque sua parceria fortalece  este nosso veículo de comunicação independente, dedicado a garantir um espaço de Resistência pra quem não tem vez nem voz neste nosso injusto mundo de diferenças e desigualdades. Você pode apoiar nosso trabalho comprando um produto na nossa Loja Xapuri  ou fazendo uma doação de qualquer valor pelo PIX: contato@xapuri.info. Contamos com você. P.S. Segue nosso WhatsApp61 9 99611193, caso você queira falar conosco a qualquer hora, a qualquer dia. GRATIDÃO!


Leia a Revista Xapuri – Edição Nº 81



QUERO ASSINAR
 
continua depois da propaganda