fbpx

Ecos do Grande Sertão Veredas 

“Digo que fui, digo que gostei. À passeata forte, pronta comida, bons repousos, companheiragem. O teor da gente se distraía bem”.- João Guimarães Rosa

Inspirada na obra de Guimarães Rosa, um grupo de cerca de 70 pessoas realizou, em 2014, uma travessia sócio-eco-literária no universo de Rosa e no sertão de Minas Gerais.

Denominada “O Caminho do Sertão – De Sagarana ao Grande Sertão Veredas”, a caminhada se repete em julho de 2015, com cerca de 50 participantes, que seguirão pelo sertão em busca da troca de experiências e dos saberes das comunidades geraiseiras.

A travessia parte do vilarejo de Sagarana (Arinos-MG) até o Parque Nacional Grande Sertão Veredas, localizado na cidade de Chapada Gaúcha, perto da divisa com a Bahia e o Goiás.

Quem participa do projeto percorre parte do caminho realizado por Riobaldo, personagem central do livro Grande Sertão: Veredas, rumo ao Liso do Sussuarão, conhecendo paisagens naturais, folias de reis, histórias, tradições e memórias

Ecos do Grande Sertão Veredas

“Tudo, aliás, é a ponta de um mistério, inclusive os fatos. Ou a ausência deles. Duvida? Quando nada acontece há um milagre que não estamos vendo.”
[Rosa]

Em 2016, foram selecionados 70 caminhantes entre 270 inscrições. Segundo a organização:

” A mudança na quantidade de selecionados nasce de um esforço por contemplar sonhos, projetos e desejos de adentrar o Ser-Tao. Soma-se uma demanda relacionada ao tempo, visando agilizar os próximos passos de caminhantes e equipe de produção, adicionamos (conforme experiências passadas) um número que equalizará os possíveis desistentes. Sendo assim, não haverá lista de excedentes, o resultado fica em caráter único.

Nos alegra ver tamanha diversidade e riqueza nas motivações, habilidades e competências de cada uma das inscritas e inscritos neste Edi-Tao. Pessoas de várias partes do Brasil e Mundo, realizadoras de vários ofícios e realidades, unidas aqui pelo desejo de ser-tão no sertão!

(…)

A proposta do Caminho é se tornar uma rota permanente de turismo ecocultural e literário de base comunitária, contemplando a todos e todas que queiram mergulhar nas veredas dos gerais.

Desde 2014, O Caminho do Sertão segue sendo pensado coletivamente e colaborativamente pela equipe proponente e pel@s antig@s caminhantes. Todos os esforços se somam para a organização não apenas desta, mas das edições futuras e de tantas outras ações que brotam desse grupo que só cresce!

Pelo Cerrado e suas culturas, de pé! Bem-vind@ a ser-tão!”

Para saber mais:
ocaminhodosertao
ou http://www.facebook.com/caminhodosertao

Obs.: publicado originalmente em 11 de jul de 2015 


Salve! Pra você que chegou até aqui, nossa gratidão! Agradecemos especialmente porque sua parceria fortalece  este nosso veículo de comunicação independente, dedicado a garantir um espaço de Resistência pra quem não tem  vez nem voz neste nosso injusto mundo de diferenças e desigualdades. Você pode apoiar nosso trabalho comprando um produto na nossa Loja Xapuri  ou fazendo uma doação de qualquer valor pelo PIX: contato@xapuri.info. Contamos com você! P.S. Segue nosso WhatsApp: 61 9 99611193, caso você queira falar conosco a qualquer hora, a qualquer dia. GRATIDÃO!


Revista Xapuri

Mais do que uma Revista, um espaço de Resistência. Há seis anos, faça chuva ou faça sol, esperneando daqui, esperneando dacolá, todo santo mês nossa Revista Xapuri  leva informação e esperança para milhares de pessoas no Brasil inteiro. Agora, nesses tempos bicudos de pandemia, precisamos contar com você que nos lê, para seguir imprimindo a Revista Xapuri. VOCÊ PODE NOS AJUDAR COM UMA ASSINATURA?
ASSINE AQUI