O Bozzo não se reelege em 2022, diz marqueteiro

É mais fácil uma galinha criar dentes do que o presidente Jair Bolsonaro ser reeleito em 2022. A impressão é do publicitário João Santana, ex-marqueteiro do PT, durante entrevista no Roda Viva na noite desta segunda-feira (26).

“É muito mais provável que Bolsonaro perca a eleição”, disse Santana, ao analisar o desempenho do presidente.

Segundo o marqueteiro, Bolsonaro teve uma lua de mel muito frígida com a população e que, neste momento, o mandatário vive dentro de uma bolha do coronavoucher (auxílio emergencial) com aprovação muito baixa.

“Ele quer deixar de ser herói moral para ser herói social. É muito perigoso para ele”, analisou.

Para o publicitário, oposição irá enfrentar um “tigre de papel” na eleição de 2022, porém recomendou uma união das esquerdas com o ex-presidente Lula na vice.

“O Bolsonaro que chegará em 2022 será muito diferente daquele da eleição de 2018”, disse Santana. Ele duvida que a economia irá se recuperar até lá.

O marqueteiro afirmou ainda que a entrada de Bolsonaro no Nordeste pode restar infrutífera porque não houve tempo, recursos materiais e simbólicos, tampouco não há uma mensagem de futuro.

Assista ao vídeo:

Fonte: Blog do Esmael

continua depois da propaganda
Block

Salve! Você pode apoiar nosso trabalho comprando um produto na nossa Loja Xapuri ou fazendo uma doação de qualquer valor pelo PIX: contato@xapuri.info. Contamos com você!

P.S. Segue nosso WhatsApp: 61 9 99611193, caso você queira falar conosco a qualquer hora, em qualquer dia. GRATIDÃO!

Block

Mais do que uma Revista, um espaço de Resistência. Há seis anos, faça chuva ou faça sol, esperneando daqui, esperneando dacolá, todo santo mês nossa Revista Xapuri  leva informação e esperança para milhares de pessoas no Brasil inteiro. Agora, nesses tempos bicudos de pandemia, precisamos contar com você que nos lê, para seguir imprimindo a Revista Xapuri. VOCÊ PODE NOS AJUDAR COM UMA ASSINATURA?

P.S. Segue nosso WhatsApp: 61 9 99611193, caso você queira falar conosco a qualquer hora, em qualquer dia. GRATIDÃO!

 

 

continua depois da propaganda