fbpx

Encontro e Feira dos Povos do Cerrado

Pelo Cerrado Vivo: diversidades, territórios e democracia.

Este será o tema da nona edição do Encontro e Feira dos Povos do Cerrado. Com abertura no dia 11 de setembro, Dia Nacional do Cerrado, o evento será realizado em Brasília até dia 14 do mesmo mês e será um espaço para debates, reflexões e trocas de experiências sobre a realidade do Bioma e os desafios enfrentados pelos povos e comunidades tradicionais que habitam o Cerrado.

A expectativa é que cerca de 600 pessoas, entre representantes de povos e comunidades tradicionais, de organizações da sociedade civil e movimentos sociais se juntem na capital federal. O principal objetivo é dar voz e visibilidade ao Cerrado e a seus povos, que são os guardiões de toda a sociobiodiversidade presente no Bioma.

Para Maria do Socorro Teixeira Lima, quebradeira de coco babaçu e coordenadora geral da Rede Cerrado, o Encontro e Feira irá reforçar a importância e chamar a atenção para o Cerrado. “Ele é o nosso berço das águas e a água é um bem comum a todos nós. Se o desmatamento continua no Cerrado (que já perdeu mais da metade da vegetação nativa), toda a sociedade sofrerá as consequências”, alerta.

Vale lembrar que o Cerrado abriga oito das doze regiões hidrográficas brasileiras e abastece seis das oito grandes bacias hidrográficas do país – Amazônica, Araguaia/Tocantins, Atlântico Norte/Nordeste, São Francisco, Atlântico Leste e Paraná/Paraguai. Além disso, é no Cerrado onde estão localizados três dos principais aquíferos do país: Bambuí, Urucuia e Guarani. A contribuição hídrica do Cerrado para a vazão da bacia do Paraná chega a 50%; à bacia do Tocantins chega a 62%; e a 94% da bacia do São Francisco. O Bioma Pantanal é totalmente dependente da água do Cerrado e grande parte da energia consumida no Brasil é gerada com as águas do Cerrado.

Todavia, o Cerrado é um Bioma pouco reconhecido e protegido nacional e internacionalmente e está sendo rapidamente substituído por extensas áreas de monoculturas e pecuária. A devastação da cobertura vegetal do Cerrado já chega a mais de 50% do território, comprometendo nascentes, rios, riachos.

Não só a fauna e flora nativas se veem ameaçadas pelo forte avanço do agronegócio, mas também os povos e comunidades tradicionais que vivem no Cerrado há mais de 12 mil anos, convivendo em harmonia com o meio ambiente. Eles são a representação atual da nossa sociobiodiversidade, enquanto conhecedores e guardiões do patrimônio ecológico e da cultura da região. São mais de 80 etnias indígenas presentes no Bioma, além dos quilombolas, trabalhadoras e trabalhadores extrativistas, geraizeiros, vazanteiros, quebradeiras de coco, ribeirinhos, pescadores artesanais, barranqueiros, fundo e fecho de pasto, sertanejos, ciganos, entre tantos outros.

Esses povos e comunidades de cultura ancestral vivem, principalmente, do extrativismo, do artesanato e da agricultura familiar. Seus modos de vida são importantes aliados na conservação dos ecossistemas, pois formam paisagens produtivas que proporcionam a continuidade dos serviços ambientais prestados pelo Cerrado, como a manutenção da biodiversidade, dos ciclos hidrológicos e dos estoques de carbono.

Faça parte do IX Encontro e Feira dos Povos do Cerrado

continua depois da propaganda

 O orçamento geral do IX Encontro e Feira dos Povos do Cerrado se aproxima dos R$ 300 mil, incluindo despesas com deslocamento, infraestrutura, saúde, divulgação e comunicação, montagem das tendas para a realização das oficinas, equipamentos de som e iluminação, contratação e montagem de palco para shows, entre outros.

A Rede Cerrado, em conjunto com as suas entidades associadas, está mobilizando os recursos necessários para a realização deste grande encontro com organizações parceiras e possíveis patrocinadores.

Além disso, foi lançada uma campanha de financiamento coletivo para que qualquer pessoa possa colaborar com a realização do IX Encontro e Feira dos Povos do Cerrado. Os recursos arrecadados nesta campanha são fundamentais para complementar o orçamento geral, sendo seu sucesso muito importante para fortalecer a mobilização dos povos e comunidades tradicionais do Cerrado.

Para saber mais sobre a campanha de financiamento coletivo para o IX Encontro e Feira dos Povos do Cerrado e contribuir acesse:

https://benfeitoria.com/encontroefeirapovosdocerrado

continua depois da propaganda

Salve! Pra você que chegou até aqui, nossa gratidão! Agradecemos especialmente porque sua parceria fortalece este nosso veículo de comunicação independente, dedicado a garantir um espaço de Resistência pra quem não tem vez nem voz neste nosso injusto mundo de diferenças e desigualdades. Você pode apoiar nosso trabalho comprando um produto na nossa Loja Xapuri ou fazendo uma doação de qualquer valor pelo PIX: contato@xapuri.info. Contamos com você! P.S. Segue nosso WhatsApp: 61 9 99611193, caso você queira falar conosco a qualquer hora, a qualquer dia. GRATIDÃO!


E-Book A Verdade Vencerá – Luiz Inácio Lula da Silva

Em entrevista aos jornalistas Juca Kfouri e Maria Inês Nassif, Lula expressa sua indignação com o massacre sofrido ante a farsa da Lava Jato. Imperdível!
COMPRE AQUI

 

 

 

continua depois da propaganda