Por Iêda Vilas-Bôas

Não há quem passe pelo centro da cidade e não pare,  antes de chegar à Praça da Prefeitura, para tirar um dedo de prosa, ou ganhar um beijo carinhoso de Babi, Dona Babi, a mulher empreendedora, forte, atenciosa, trabalhadeira e exemplar que é Labibe Saad Generoso, filha de Joana Saad e de um próspero comerciante libanês chamado Nassin Abdala Saad (turco, não!), fugitivo da guerra, vindo de Kafaraka.

Ainda muito moça formou-se professora no Colégio São José. Por 18 anos, exerceu a profissão, em Formosa. No ano de 1960, passou em concurso para lecionar na recente Capital, mas o pai, muito zeloso, não permitiu que a filha pegasse a estrada todos os dias, melhor ajudar na educação dos filhos de Formosa, onde chegou a ser diretora de muitas escolas no município, trabalhando até 60 horas semanais: manhã, tarde e noite.

Um dia veio um moço falante, educado e gentil, de Belo Horizonte, e se apaixonou pelos negros cabelos de Dona Babi. Dali a pouco tempo se casaram, em 20 de maio de 1962, e formaram o querido casal Hircio Generoso e Labibe Saad.

Seu Hircio era exímio contador e veio trabalhar no Banco Mercantil, e Babi cuidando de lecionar e da boa criação de seus filhos: Aldo, Aline e Hircinho, que lhes deram netos e bisnetos.

Nessa mistura de raças, apareceu o meu compadre Frederico Ignácio Kachuko Iacovenko, de descendência russa, casado com Aline (cujo nome foi escolhido por influência da música em moda à época) e trouxeram ao mundo Murilo e Mônica, que virou estrela e foi morar com os anjos. A pequena Mônica, de quem ninguém jamais se esquece, faleceu aos 11 anos. Depois o vovô Hircio foi também para morada eterna. Tristes tempos.

O filho Aldo (homenagem ao avô paterno) casou-se com a renomada alfabetizadora Eulita e tiveram Karem, Alyne Grazielle, Aldo Neto. A família aumentou com Heloísa e Lara, filhas da Grazielle e do Bruno.

O filho Hircinho, casado com a professora Rogéria, é pai de Pedro Ivo, Eduardo e André. Pedro Ivo e Brenda contribuíram com a vinda da Helena. E André e Tainá esperam para julho mais uma integrante para essa admirável família: Olívia.

Em 1970, ela deixou a profissão e o marido deixou o Banco e abriram a Tabacaria e Papelaria Central. Seu Hircio cuidava das contas e das compras, e ela ficava e fica no balcão. Ali vende-se de quase tudo e ganha-se de brinde sorrisos, risadas e carinhos.

Babi é toda cordialidade, amor e dedicação para com todos. E nunca negou um pedido de ajuda ou um fiado para que um aluno não ficasse sem o material escolar. É no dia a dia, no atendimento aos clientes que Babi sofre junto, sorri, dá atenção especial, compartilha, ensina e aprende, e ali entre a correria de cuidar da casa nos fundos da loja e do balcão e atendimento colocou as crianças para ajudar desde novinhos, e ensinou na prática a lição de servir e de solidariedade.

Um passatempo e hábito de Babi é a leitura. Lê muito, principalmente sobre a vida dos santos e gosta de fazer palavra cruzada. Tem muitas amigas, que faz questão de visitar. É fiel devotada e serve de coração sua paróquia: a Igreja Matriz Imaculada Conceição.

Babi é personalidade marcante em nossa cidade: profissional de sucesso, mulher empreendedora, mãe zelosa, avó e bisa muito amada. Para o “amorzinho” de minha comadre Aline e nosso, fazemos esta homenagem e enviamos nosso bem-querer embrulhado em papéis de seda, celofane, lindíssimos papéis de presente, desenhados com canetinhas de neon e fitas multicores.

Para Babi, toda nossa admiração!

Iêda Vilas-Bôas – Escritora. Esse texto foi escrito em parceria com Aline GenerosoYacovenko,  filha de Babi.

Salve! Este site é mantido com a venda de nossas camisetas. É também com a venda de camisetas que apoiamos a luta do Comitê Chico Mendes, no Acre, e a do povo indígena Krenak, em Minas Gerais. Ao comprar uma delas, você fortalece um veículo de comunicação independente, você investe na Resistência. Comprando duas, seu frete sai grátis para qualquer lugar do Brasil. Visite nossa Loja Solidária, ou fale conosco via WhatsApp: 61 9 99611193

Comentários

%d blogueiros gostam disto: