Premiação foi reconhecimento à luta de Alessandra Korap contra as propostas do governo de legalizar mineração em terras indígenas

247 – A líder indígena mundurucu Alessandra Korap é a vencedora do prêmio Robert F. Kennedy de Direitos Humanos (EUA) deste ano, pelos seus esforços na luta em defesa dos direitos indígenas, e contra as propostas do governo Jair Bolsonaro de legalizar mineração em terras indígenas.

Korap disse que o prêmio ajudará a fortalecer o território mundurucu. “A Funai e o próprio presidente [Jair Bolsonaro] negam nosso direito à terra. Os caciques ficaram muito felizes com o prêmio, apesar de tudo o que está acontecendo, das ameaças. É um prêmio coletivo em defesa do território”, disse à Folha de S. Paulo.

Korap receberá US$ 30 mil (R$ 166 mil) pelo prêmio e disse que o dinheiro será usado para fortalecer a luta dos mundurucus. A cerimônia virtual, em 22 de outubro, contará com a participação de John Kerry, ex-secretário de Estado dos EUA e candidato derrotado à Presidência do Partido Democrata.

O prêmio leva o nome do irmão do presidente democrata John Kennedy, morto em 1963. Procurador-geral e senador por Nova York, Robert também foi assassinado, em 1968.

Fonte: Brasil 247

Salve! Este site é mantido com a venda de nossos produtos. É, também, com um percentual dessas vendas, que apoiamos a luta do Comitê Chico Mendes, no Acre, do povo Krenak, em Minas Gerais, do Museu Kalunga Iaiá Procópia, em Goiás e do povo Xavante, no Mato Grosso. Ao comprar em nossa Loja Xapuri, você fortalece um veículo de comunicação independente, você investe na Resistência. Contamos com você! WhatsApp: 61 9 99611193.

Comentários

%d blogueiros gostam disto: