História de uma castanheira

(Homenagem à memória de Neuton Miranda)

Por Adalberto Monteiro, no Portal Vermelho

Um infortúnio!
Um raio fez tombar a castanheira, antes da hora.
Quanto aquela árvore adulta já
Alimentara o mundo!
E quanto ainda poderia nos dar
Em sombra, em alimento e alento…
Morreu em plena colheita,
Investido de autoridade, usou-a
Em prol dos brasileiros
A quem a injustiça nega os direitos da brasilidade!
Por sua iniciativa,
Os ribeirinhos– homens das águas e da floresta–
Conquistaram um documento com o brasão da República,
Que atesta, que lhes assegura o uso
Do pedaço de chão, da extensão de água
Que por suor e sangue lhes pertence!

Quando a liberdade caiu prisioneira, era um estudante
Que batalhava para que todos tivessem escolas!
E para ele não havia tarefa mais importante do que libertá-la.
Pela democracia ao risco da vida enfrentou a ditadura.
Conquistada a Anistia, este paraense nascido
No ventre do Pará, em Marabá,
Deu adeus às terras que o acolheram
E voltou às suas raízes.
Tinha a missão de reorganizar com seus camaradas,
O Partido Comunista do Brasil
E com ele sulcar as ricas e férteis terras paraenses,
E nelas lançar as generosas sementes do socialismo.
Com os sem teto da grande Belém, lutou pelo direito à moradia,
Com os sem terra do Araguaia, lutou pela reforma agrária.
Foi deputado, foi candidato a senador,
Mas, o que sempre foi mesmo, foi um lutador.

Um raio fez tombar a castanheira, antes da hora.
Mas, presente em nossa memória,
Ela seguirá alimentando nossos sonhos e impulsionando a história.

São Paulo, 21 de fevereiro de 2010.

ANOTE AÍ:

O presidente do PCdoB do Pará, Neuton Miranda, que faleceu neste sábado (20/2)
O presidente do PCdoB do Pará, Neuton Miranda,  faleceu em 20/2/2010, vítima de um ataque cardíaco. Neuton Miranda estava em serviço, distribuindo títulos de propriedade de terras a populações ribeirinhas no município de Belterra, região de Santarém, no Pará.

Neuton Miranda era membro do Comitê Central do Partido Comunista do Brasil e presidente do Comitê Estadual do Pará. Já foi deputado estadual e candidato ao Senado, tendo obtido expressiva votação. Estava exercendo também importante função no governo federal, como Diretor do Patrimônio da União no Pará.

Neuton era militante do Partido Comunista do Brasil há 38 anos. Foi líder estudantil e diretor da União Nacional dos Estudantes em 1968. Era casado com a professora universitária Leila Mourão e tinha uma filha, Janaína.

Colaborou José Reinaldo Carvalho

Anúncios

Comentários

X
%d blogueiros gostam disto:
preloader