fbpx
Vai em paz, Xexéo!!!
 
 
Eu contava 14 anos. Fazia o 1 ano do 2 grau, no Colégio Batista. Meu pai chegava em casa, à noite, com o Jornal do Brasil, que chegava à ilha num voo da Varig, que vinha do Rio, no fim de tarde.
 
Do aeroporto, ia para uma banca da Praça João Lisboa, no centro da cidade. O exemplar do meu pai já estava separado…
 
Mas eu só podia ler depois que ele lesse. Não gostava de pegar o jornal fora de ordem. Coisas que eu, hoje, sei exatamente como é.
 
Ok. Depois que o juiz lia, eu podia pegar o jornal. Era quando eu viajava. Corria pro Caderno B, de Cultura, direito. E lá chegava à página de um cara chamado Artur Xexéo. Era o meu deleite. Eu lia aquilo e queria fazer aquilo. Queria escrever. Escrever muito. Eu só queria escrever.
 
Aos 14 anos, descobri e decidi que seria jornalista. E assim se fez. Engraçado é que nunca fui pro Caderno B. Segui outros caminhos, outras histórias que nunca couberam nos Cadernos de Cultura.
 
Foi o melhor caminho que podia seguir, vejo hoje com muita certeza e clareza. Foi o meu melhor e mais prazeroso caminho nesse ofício cada vez mais complicado.
 
Obrigado, Xexéo! Valeu, mestre!!! Segue a tua viagem. Há muita coisa pra escreveres lá em cima. Muitas histórias boas.
 
O jornalismo perdeu. Muito.
 
Marcelo Abreu é Jornalista. Foto de Capa: Divulgação. Foto interna: G1. 
 
Artur Xexéo faleceu na noite do dia 27 de junho de 2021, de um câncer linfático descoberto há apenas duas semanas. 
 
Vai em paz, Xexéo!!!
 

Salve! Pra você que chegou até aqui, nossa gratidão! Agradecemos especialmente porque sua parceria fortalece  este nosso veículo de comunicação independente, dedicado a garantir um espaço de Resistência pra quem não tem  vez nem voz neste nosso injusto mundo de diferenças e desigualdades. Você pode apoiar nosso trabalho comprando um produto na nossa Loja Xapuri  ou fazendo uma doação de qualquer valor pelo PIX: contato@xapuri.info. Contamos com você! P.S. Segue nosso WhatsApp: 61 9 99611193, caso você queira falar conosco a qualquer hora, a qualquer dia. GRATIDÃO!


Revista Xapuri

Mais do que uma Revista, um espaço de Resistência. Há seis anos, faça chuva ou faça sol, esperneando daqui, esperneando dacolá, todo santo mês nossa Revista Xapuri  leva informação e esperança para milhares de pessoas no Brasil inteiro. Agora, nesses tempos bicudos de pandemia, precisamos contar com você que nos lê, para seguir imprimindo a Revista Xapuri. VOCÊ PODE NOS AJUDAR COM UMA ASSINATURA?
ASSINE AQUI

Anúncios