“O pacto narcísico de masculinidade do governo Bolsonaro”

Por: Debora Diniz/Marie Claire

O pacto narcísico de masculinidade que elegeu Bolsonaro começa a cambalear. Os heróis o abandonam ou pestanejam. General Santos Cruz descreveu a política bolsonarista como de “fofoca”. O super-herói Moro foi ao Boteco do Ratinho para conversa fiada, mas no dia seguinte se expôs ao país no Senado Federal.

Se Moro já era um sujeito pouco eloquente, as piscadelas involuntárias denunciavam o mal-estar da cena. Enquanto isso, o Senado Federal rejeitava a política de armas. Em uma metáfora pouco elegante, foi como uma coronhada no pescoço de Bolsonaro, quem usou dedos de menininha para metralhar inimigos imaginários na campanha.

O sinal do desespero é que houve mais em um único dia – o mesmo corpo frágil que pedia arrego nas flexões de braço com o governador Doria é o que subiu a voz para chamar Jean Wyllys de “aquela menina fora do país”.

Debora Diniz é antropóloga e professora da UnB

Fonte: PTDF

Salve! Este site é mantido com a venda de nossas camisetas. Ao comprar uma delas, você fortalece um veículo de comunicação independente, você investe na Resistência. Visite nossa Loja Solidária. Encomendas via whatsapp com Janaina: 61 9 9611 6826. Comprando duas, seu frete sai grátis para qualquer lugar do Brasil, do Caburaí ao Chuí! Camiseta Lula Livre.

 

Comentários

%d blogueiros gostam disto: