Por: Iêda Leal

Estamos apresentando este livro e documentários do mesmo título a ativistas dos diferentes movimentos sociais, praticantes da fé religiosa, professores, estudantes e público em geral com interesse em conhecer uma experiência política desenvolvida entre os anos 1980 e 1990, na região da Baixada Fluminense, no Rio de Janeiro, que uniu o movimento negro e os Terreiros para o enfrentamento do racismo religioso.

Os autores são os professores Luís Claudio de Oliveira da UERJ, doutor em Memória Social, e Edlaine de Campos Gomes, da UNIRIO, doutora em Antropologia Social. Eles reúnem material desde 2010 – em documentos escritos e em depoimentos, além de fotografias, muitas inclusive feitas pelo professor João Bodê, da UERJ, que compõem o registro do Projeto Tradição dos Orixás.

No centro da pesquisa está a trajetória do seu principal idealizador, o baiano Jayro Pereira, ex-seminarista, filósofo e teólogo, nascido na ilha de Itaparica, Bahia, que chega à capital fluminense em 1985.

O aspecto principal explorado pelos pesquisadores é a metodologia empregada pelo grupo de ativistas do movimento negro junto às Comunidades de Terreiros. Partindo da reconstrução oral daqueles que participaram do Projeto, evidenciam que a sua consecução teve como motor a mobilização dos adeptos contra os ataques racistas do fundamentalismo cristão neopentecostal.

Mas, para essa mobilização os seus interlocutores junto à mídia, aos demais movimentos sociais e às instituições do poder público propunham a educação política no interior dos Terreiros. Disto resultou a realização de mais de uma dezena de Encontros Regionais da Tradição dos Orixás e outros dois de dimensão estadual.

Iêda Leal
Tesoureira do SINTEGO; Secretaria de Combate ao Racismo da
CNTE; Conselheira do Coordenadora Nacional do Movimento Negro
Unificado – MNU; Vice-Presidenta da CUT-GO.

Salve! Este site é mantido com a venda de nossas camisetas. É também com a venda de camisetas que apoiamos a luta do Comitê Chico Mendes, no Acre, e a do povo indígena Krenak, em Minas Gerais. Ao comprar uma delas, você fortalece um veículo de comunicação independente, você investe na Resistência. Comprando duas, seu frete sai grátis para qualquer lugar do Brasil. Visite nossa Loja Solidária, ou fale conosco via WhatsApp: 61 9 9611 6826Camiseta Krenak 

Leave a Reply

Your email address will not be published.