Concerto para jacumã e remo

Por Pedro Tierra

Como não devo explicações nessa busca

e não guardo diário de bordo,

requeiro licença pra dizer:

  • amarrei minha canoa

nas varandas da lua,

no portão anverso

  • o lado turvo, o avesso,

o não-sei-onde…

e só agora me dou conta de que a lua,

mesmo quando lua cheia

CLIQUE NO ANÚNCIO PARA AJUDAR NOSSO PROJETO:

e banhada nos rios

que me vertem das veias

é irremediavelmente deserta

para cultivar palavras.

 

(… Mergullho o remo

e remo sem rumo,

sem pauta,

sem porto algum

que me recolha

ao fim da madrugada.

CLIQUE NO ANÚNCIO PARA AJUDAR NOSSO PROJETO:

Jacumã é lugar de partida

e de chegada.

Daqui navego a vida

que me coube navegar.)

 

A poesia aqui não brota

em razão da mudez,

talvez da excessiva solidão

ou, ainda, porue o exílio eterno dos ventos

defendeu este lugar

da dilaceração do grito.

CLIQUE NO ANÚNCIO PARA AJUDAR NOSSO PROJETO:

 

A bem dizer não cheguei a lugar algum.

Aqui é quando a palavra não se apartou

do silêncio original

e o silêncio é apenas a escuridãoe o frio

à espera de batismo…

Pedro Tierra em “O Porto Submerso”, Prefeitura Municipal de Porto Nacional, 1993.

 

Sobre o Autor

Poeta da Resistência

Block

Salve! Este site é mantido com a venda de nossas camisetas. Você pode apoiar nosso trabalho comprando um produto em nossa loja solidária (lojaxapuri.info) ou fazendo uma doação de qualquer valor via pix ( contato@xapuri.info). Gratidão!

Slide 1

VISTA NOSSA CAMISA
FORTALEÇA NOSSO PROJETO

DOAÇÃO - PIX: contato@xapuri.info

 

 

CLIQUE NO ANÚNCIO PARA AJUDAR NOSSO PROJETO:
[instagram-feed]
[instagram-feed]