A metáfora do Espelho retratada poeticamente por Rejane Araújo nos remete a momentos intimistas. Teremos, também, participado de tais jogos? Jogo de Espelhos é o jogo de distorcer a imagem,  criar personagens fictícias ou não
A luz brinca de revelar e de esconder
nuances fugidias
cores que se aproximam e se distanciam
os claros-escuros e os meios-tons
a luz cria ilusão, desvela.
A linguagem fendida para não dar conta das expressões da alma
o véu e os semitons guardando janelas e portas
a luz crua
o jogo de distorcer a imagem cria personagens
que existem por frações de segundos:
– menos verdadeiros?!
A aflição dos amantes renunciados
cartas não lidas, palavras não proferidas,
mea-culpa não concretizada.
Não vou mais brincar de jogos de espelhos
cubro cada um deles
vou em direção à manhã que surge com uma luminosidade transparente e misteriosa.
Rejane Araújo Oliveira é professora, poeta de estilo peculiar e amiga sensível.

Salve! Este site é mantido com a venda de nossos produtos. É, também, com um percentual dessas vendas, que apoiamos a luta do Comitê Chico Mendes, no Acre, do povo Krenak, em Minas Gerais, do Museu Kalunga Iaiá Procópia, em Goiás e do povo Xavante, no Mato Grosso. Ao comprar em nossa Loja Xapuri, você fortalece um veículo de comunicação independente, você investe na Resistência. Contamos com você! WhatsApp: 61 9 99611193.

%d blogueiros gostam disto: