Anúncios

ERA UMA VEZ… 

Por:  Adelino Machado –

Era uma vez…

Um lugar onde corria água,

Mas chegou um homem e comprou.

Trouxe um operário e um trator.

Hoje, onde corria água, tem cinza!

Era uma vez…

Um lugar onde tinha um brejo.

Uma família de pés de BURITIS,

E muitos sapos a festejar.

Hoje, quem reside lá são eleitores!

Era uma vez…

Uma grota que escorria pela encosta.

Onde escondia à tarde, a coruja noturna,

E cantava o caburé adivinhador de chuvas.

Hoje, mal cheira nossos excrementos!

Era uma vez…

Um coqueiro alto chamado BURITI.

Que foi ficando solitário e triste.

Depois, desviaram o córrego para construir o bueiro.

Hoje, é apenas saudade em um triste poema…!

Foto: Rodrigo Junqueira/ISA

ANOTE AÍ:

NOTA DO AUTOR: Diante da tragédia ambiental que vivemos, ofereço mais uma vez esse poema, com intento de refletirmos sobre as ações das pessoas, das empresas e do poder público, que agindo “naturalidade” destrói tudo em benefício do dinheiro. Mas o que adianta dinheiro, poder, lucro, sem chuvas e sem água? Esse poema foi escrito no ano 2000.

MACHADO, Adelino Soares Santos. Suspiros poéticos do Nordeste Goiano. Editora e distribuidora de livros Planeta Ltda. – 1ª ed. Goiânia – GO, 2002, p. 82.

Adelino Machado, membro da Academia de Letras e Artes do Nordeste Goiano – ALANEG, cadeira 25.

Você sabia?

O termo buriti é a designação comum das plantas dos gêneros MauritiaMauritiellaTrithrinax e Astrocaryum, da família das arecáceas (antigas palmáceas). Mais especificamente, o termo costuma se referir a Mauritia flexuosa (Mauritia vinifera Mart.), uma palmeira muito alta, nativa de Trinidad e Tobago e das Regiões Central e Norte da América do Sul, especialmente de Venezuela e Brasil. Neste país, predomina nos estados do Acre,AmapáRoraimaRondôniaAmazonasParáMaranhão e Piauí, mas também encontra-se nos estados do CearáBahiaGoiásTocantinsMinas GeraisMato GrossoMato Grosso do Sul, Acre, Rio de JaneiroSão Paulo e no Distrito Federal. É também conhecida como coqueiro-buritiburitizeiromiritimuritimuritimmurutipalmeira-dos-brejoscarandá-guaçu e carandaí-guaçu. (Fonte: Wikipédia)

Anúncios

Comentários