Quem tem medo do Lula Livre?

Por Emir Sader, no Brasil 247 – 

Depois de ter montado a mais monstruosa farsa de um processo sem crise, de uma condenação sem provas e de uma prisão política que confirma que se trata de uma perseguição contra o Lula, a direita se vê apossada de um novo pânico: e se o Lula recuperar a liberdade? O que vai acontecer? Como sua imagem sairá dessa circunstância? Sua imagem voltará, ainda mais forte, a presidir os destinos do pais, a começar pelo processo eleitoral?

Desde a prisão do Lula, a situação do pais e das forças de direita só se deteriorou. A recessão, o desemprego, o desgaste do Temer, a busca infrutífera de alternativas para a direita, enquanto a esquerda se unifica em torno da liberdade do Lula Livre. O povo passa a imaginar como será a saída do Lula, como será seu reencontro com o povo, mais que nunca nos braços do povo, que o quer proteger definitivamente, para que nunca mais os abutres possam tolhe-lo da liberdade, das suas palavras e do seu verdadeiro lugar – os braços do povo.

Pânico, em primeiro lugar, pelos responsáveis e beneficiários diretos do modelo neoliberal que devasta o pais. Mesmo com Lula preso, o dólar dispara, eles não conseguem controlar a situação, passar uma imagem de que esse modelo tem futuro, que não será revertido e, com ele, o golpe.

Pânico do governo e dos partidos de direita, que assaltaram o poder e destroem o Brasil, tanto pelo que será de tudo que desfizeram, quanto pelo seu próprio futuro imediato, sem a proteção das benesses de cargos públicos e frente à perspectiva de uma duríssima derrota eleitoral.

Pânico dos meios monopolistas de comunicação, que foram agentes direitos do golpe e da perseguição ao Lula, diante da promessa deste de democratização dos meios de comunicação e de uma aceleração ainda maior da crise dessas empresas, sem credibilidade, em leitores, sem o apoio econômico indispensável do governo.

Pânico dos setores do Judiciário que montaram e ou foram coniventes passivos, junto com a Policia Federal, de uma perseguição política atroz, que tirou toda legitimidade das instancias que deveriam ter zelado pelo Estado de direito e pela democracia, diante da possibilidade de terem que pagar por seus crimes políticos e perderem seus privilégios.

Também têm medo do Lula Livre os pescadores de aguas turvas, que às vezes querem aparecer no campo da esquerda, outras diretamente buscam a confiança da direita, mas contam, para suas aventuras, com a não candidatura do Lula.

Quem não tem medo nenhum do Lula Livre é o povo, que luta pela sua liberdade, pela sua candidatura e que está pronto para fazer campanha com ele e apoia-lo de novo na presidência do Lula. Não tem medo todos os que pregam a retomada do desenvolvimento econômico com distribuição de renda. Todos os que lutam pela democratização dos meios de comunicação. Todos os que sabem que um referendo revogatório é indispensável para que o Brasil volte a ter um governo que dirija o pais conforme os interesses a grande maioria. Todos os que sentem falta do retorno de uma política externa soberana.

O Lula Livre apavora a direita e alimenta os sonhos da esquerda, do povo e dos que lutam por um pais mais justo, democrático e soberano.

 

 

Anúncios

Comentários

X
preloader