Do cárcere político, Lula dá aula a opositores ao pensar o país e dialogar

Ex-presidente tem recebido chefes de estado e lideranças progressistas do Brasil e do mundo para debater propostas e apontar caminhos em defesa do povo e da democracia

Da Redação PT

A história é um clássico no mundo da diplomacia.  O ano era 2010 e, mais uma vez, EUA e Irã se digladiavam em divergências políticas e econômicas. Oposto à aplicação de sanções ao país asiático – cujo programa nuclear despertava apreensão e dúvida – , Lula agendou visita a Teerã e se colocou à disposição para intermediar o conflito.  Resultado: o ex-presidente saiu de lá com acordo favorável às duas nações. De quebra, o brasileiro se confirmaria no posto de um dos maiores intermediadores do planeta

No fim daquele mesmo ano, o ex-presidente deixaria o cargo com 87% de aprovação popular (a maior já registrada na história) não só pelo imenso legado deixado ao povo brasileiro, mas também por ter feito um governo abrangente, capaz de atrair grandes investidores sem deixar de priorizar políticas sociais de inclusão e combate à pobreza.

Engana-se, no entanto, quem pensa que a capacidade de dialogar do ex-presidente tenha esmorecido a partir do cárcere político. Aliás, o grande número de lideranças globais e chefes de estado que o visitou desde o dia 7 de abril de 2018 prova justamente o contrário: Lula segue como a voz mais dissonante, plural e pacificadora do cenário político atual.

Fonte: PT

Salve! Este site é mantido com a venda de nossas camisetas. É também com a venda de camisetas que apoiamos a luta do Comitê Chico Mendes, no Acre, e a do povo indígena Krenak, em Minas Gerais. Ao comprar uma delas, você fortalece um veículo de comunicação independente, você investe na Resistência. Comprando duas, seu frete sai grátis para qualquer lugar do Brasil. Visite nossa Loja Solidária, ou fale conosco via WhatsApp: 61 9 9611 6826.

 

Comentários

%d blogueiros gostam disto: