Lula saiu da cadeia falando em educação, trabalho, direitos, e mais: falando de afetos.

Por Vinícius Carvalho

Lula saiu da cadeia falando em educação, trabalho, direitos, e o que mais me chamou a atenção: falou de afetos.

Amor, tesão e prazer. Jovem tem que ter prazer. Ele disse isso, exatamente nessas palavras.

Enquanto o Bolsonaro com o seu mau hálito, higiene parca e coloração de enfermo só fala em morte e repressão sexual.

São dois polos distintos. Vocês percebem?

E Lula saiu bonito da Federal, coroa gato, bem vestido mesmo estando de camiseta básica cinza e calça bem cortada. Sem ostentação e ao mesmo tempo sem fuleiragem. Estilo minimalismo escandinavo. Eu sempre falo que a nossa crise é também estética.

É isso que os nanicos de esquerda vestidos com calças de saco de batata, cecê no suvaco parecendo o vocalista do Jethro Tull não ententem e eu bato sempre na tecla: jovem que não tem lazer, acesso a cultura e prazer, é jovem reacionário e psicótico. Mas pra isso vocês precisam ser interessantes para eles, não apenas chatos.

Sejam gatos como o Lula. O comunista e o militante brasileiro em vias de regra é feio e tem cara de lesado e de punheteiro. Sejam bonitos, exalem ferormônios que a revolução virá da potência e potência só vem do tesão, da paudurescência e do grelodurescência.

Eu mesmo já até joguei a toalha. Vocês sabem que eu to nojento, que eu não discuto mais com gente feia né?

continua depois da propaganda

Che era bonito. Lenin era gato. Stalin era gostoso. Lula é filé. Fidel Castro era brocador. Rosa de Luxemburgo era tesão. Carlota, do movimento de independência de Angola, era sex symbol. Angela Davis sempre foi mais gata que a Gisele Bündchen.

Fonte: Facebook

Block

Salve! Você pode apoiar nosso trabalho comprando um produto na nossa Loja Xapuri ou fazendo uma doação de qualquer valor pelo PIX: contato@xapuri.info. Contamos com você!

P.S. Segue nosso WhatsApp: 61 9 99611193, caso você queira falar conosco a qualquer hora, em qualquer dia. GRATIDÃO!

continua depois da propaganda