Perdemos. Mas como disse Darcy Ribeiro, eu detestaria estar do lado daqueles que ganharam –
Yvone Magalhaes Duarte, no Facebook –

Perdemos a votação no STF. O Lula poderá ser preso amanhã. O meu lado é esse dos que perderam hoje uma batalha, mas como disse Darcy Ribeiro, eu detestaria estar do lado daqueles que ganharam.
E quando os livros de história retratarem esses tempos, quero que meus filhos e netos saibam de que lado estive.
Tempos em que a direita covarde, sem votos, sem candidato e sem apoio popular, estimula a barbarie, o fascismo e a violência a ponto de um general ameaçar o júri, caso esse juri não continue atendendo ao “acordo nacional com supremo e tudo” e ao plano de continuar conduzindo projetos daqueles que hoje usurpam, saqueam, enquanto seus processos com robustas provas são engavetados até caducarem.

O meu lado é de quem defende a escola pública, os índios, a previdência pública, os direitos dos trabalhadores, a distribuição de renda, e todos os programas sociais de diminuição da desigualdade social.
Defendo o fim do privilégio da casta dos juízes ( auxílio-moradia, por exemplo) e de todos os demais privilégios.
Defendo direitos e não privilégios.
Defendo que todxs tenham direito à ampla defesa, o fim da impunidade para todxs, sem diferença nenhuma.
Defendo a democratização da comunicação e todas as garantias constitucionais, inclusive aquela que o hoje o STF retirou da Constituição, por isso defendi e defendo #LulaLivre

Vou ali vomitar um pouco tanta barbárie vista e envolvidas em ameaças, tanta agonia sentida pelas manifestações de ódio e volto porque sou mulher de luta!
E a luta contra o fascismo e pela democracia continua!

Anúncios

Comentários

X
%d blogueiros gostam disto:
preloader