Lula afirma que prisão o tornou ‘um ser humano melhor’

Declaração do líder petista foi feita no prefácio do livro livro “Lula e a espiritualidade: oração, meditação e militância”

Por Redação

Para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), os 580 dias em que ficou encarcerado na Superintendência da PF (Polícia Federal) em Curitiba fizeram dele um “ser humano melhor”.

A declaração do líder petista foi feita no prefácio do livro “Lula e a espiritualidade: oração, meditação e militância”, que reúne textos de 24 autores, incluindo o teólogo Leonardo Boff, a monja Coen, Frei Betto, a Iyalorixá Adriana de Nanã e o rabino Jayme Fucs Bar. A obra foi neste mês pela editora 247.

No texto que abre o livro, Lula conta que viveu sua vida inteira cercado de pessoas queridas, como familiares e amigos, e que a “distância deles” lhe afligiu muita dor. Ele afirma, porém, que a “solidão” a ele imposta fez dele “um ser humano melhor”.

“Não aprendi a odiar. Não odeio sequer meus algozes, que me trancaram numa cela porque tiveram medo que eu voltasse à Presidência para cuidar dos mais necessitados,achando que com isso teriam seus lucros reduzidos, e porque odeiam qualquer um que sonhe em dividir o pão”, escreveu.

Fonte: Bahia.Ba

Salve! Este site é mantido com a venda de nossas camisetas. É também com a venda de camisetas que apoiamos a luta do Comitê Chico Mendes, no Acre, e a do povo indígena Krenak, em Minas Gerais. Ao comprar uma delas, você fortalece um veículo de comunicação independente, você investe na Resistência. Comprando duas, seu frete sai grátis para qualquer lugar do Brasil. Visite nossa Loja Solidária, ou fale conosco via WhatsApp: 61 9 9611 6826.

Leave a Reply

Your email address will not be published.