Elisa Lucinda critica uso de seu poema por desembargador do TRF-4 para condenar Lula

A poetisa Elisa Lucinda criticou nesta sexta-feira (29), em vídeo publicado no Twitter, o desembargador Leandro Paulsen, do TRF-4, por ele ter citado seu poema “Só de sacanagem” para manter a condenação do ex-presidente Lula (PT) no processo do sítio em Atibaia na última quarta-feira (27).

No vídeo, Elisa Lucinda diz que Paulsen “não entendeu nada” de sua poesia, que Lula foi o melhor presidente do Brasil e que o petista é inocente.

“Não faz nenhum sentido, porque Lula, para mim, foi o melhor presidente que o país já teve. O único presidente que não era da elite, que fez o que fez pelo povo brasileiro, e que é, para mim, inocente”, afirma.

“Usar esse poema que critica qualquer tipo de corrupção, um poema que pergunta ‘cadê, Queiroz?’, um poema que pergunta porque que se mata indígenas e negros nesse país, sendo que o governo incita a mais matança. É isso que o poema pergunta. Se você achou que o ‘Só de Sacanagem’ poderia ser utilizado por fascistas, você não entendeu nada do que eu penso”, acrescenta.

Assista ao vídeo:

Fonte: Blog do Esmael

Salve! Este site é mantido com a venda de nossas camisetas. É também com a venda de camisetas que apoiamos a luta do Comitê Chico Mendes, no Acre, e a do povo indígena Krenak, em Minas Gerais. Ao comprar uma delas, você fortalece um veículo de comunicação independente, você investe na Resistência. Comprando duas, seu frete sai grátis para qualquer lugar do Brasil. Visite nossa Loja Solidária, ou fale conosco via WhatsApp: 61 9 9611 6826.

Leave a Reply

Your email address will not be published.