Heroína da vida real: Silmara Silva, mulher simples,  preta, pobre e merendeira, protegeu 50 crianças durante o momento mais crítico do massacre de Suzano

Durante o ataque, na hora mais crítica do massacre de Suzano, uma melhor preta e pobre, a merendeira Silvana Cristina Silva de Moraes, de 54 anos, enfrentou seu próprio pânico para salvar a vida de mais de 50 crianças e adolescentes. Silvana conta que durante o ataque juntou o  máximo que pôde de  crianças e as protegeu na cozinha, trancando  a fechadura e fazendo uma  barricada com o freezer e a geladeira.

Em entrevista ao G1 Mogi das Cruzes, Silvana conta como tudo aconteceu: “Nós estávamos servindo merenda e aí começou os ‘pipoco’ e as crianças entraram em pânico. Abrimos a cozinha em começamos a colocar o maior número de crianças dentro e fechamos tudo e pedimos para eles deitarem no chão”, conta chorando. “Foi muito desesperador, porque foi muito tiro, muito tiro mesmo e era muito pânico“.

Silmara ainda diz que os assassinos pareciam andar por todo lado. “Parecia que procuravam alguém. Iam para lá e para cá atirando muito. Nós não vimos nada. A gente abaixou e ficou escutando o movimento. Isso durou te 10 a 15 minutos mais ou menos”, diz.

A merendeira diz que quando já tinha cerca de 50 alunos na cozinha foi preciso trancar a porta. “Porque eles estavam próximos e a cozinha é rodeada de janela. A gente deitou no chão e nós não vimos nada com medo que atirassem. Mas graças a Deus nada aconteceu com quem não estava lá. Eu arrastei a geladeira e o freezer para fazer uma barricada e ficamos atrás. A mesa viramos e fizemos um escudo para proteger as crianças. Ficamos acuados em um canto só, se acontecesse alguma coisa ele ia pegar muita gente”, conta.

Para Silmara Silva, nossa homenagem e gratidão. Para familiares, amizades e para toda a comunidade de Suzano, nosso carinho e nossa solidariedade.

#MaisLivros#MenosArmas

Boletim JN 5: Funcionários da escola contam como tentaram proteger os alunos em Suzano, SP

Boletim JN 5: Funcionários da escola contam como tentaram proteger os alunos em Suzano, SP

ANOTE:
Este site é mantido com a venda de nossas camisetas. Para continuar na  luta, nós precisamos muito da sua colaboração. Ao comprar uma camiseta nossa, você fortalece uma causa, você investe na Resistência. VISITE NOSSA LOJA SOLIDÁRIA: https://www.xapuri.info/loja-solidaria  Em Formosa, encomende sua camiseta diretamente com Geovana:  61 9 93 52 9191. Em Brasília, encomendas com Janaina: 61 9 9611 6826.  
Anúncios

Comentários

X
%d blogueiros gostam disto:
preloader