Estudo da OCDE mostra que implantar o Acordo de Paris gera crescimento econômico – 

Se o mundo aliasse as agendas do crescimento e do clima, ao invés de tratar a mudança do clima como questão separada, poderia elevar a produção econômica de 2050 em até 2,8%. Esta é a principal conclusão do relatório Investing in Climate, Investing in Growth da OCDE-Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico.

Durante seu lançamento, o Secretário-Geral da OCDE, Angel Gurría, enfatizou que a implantação do Acordo de Paris é do interesse econômico dos países do G20 e afirmou que o caminho mais caro é o caminho da inação.  De acordo com o relatório, se os benefícios econômicos da mitigação dos impactos da mudança climática forem considerados, o aumento líquido sobre o crescimento do PIB global seria de quase 5% em 2050.

O relatório da OCDE foi encomendado pelo governo alemão como contribuição para o processo que leva à cúpula do G20, que a Alemanha está presidindo neste ano. O lançamento foi feito em Berlim durante a 8a edição do Diálogo de Petersberg sobre o Clima, a apenas alguns dias antes da reunião da cúpula do G7 na Itália.

Durante o Diálogo, a Alemanha, a China e a Presidência da COP 23 enviaram mensagens a Trump afirmando que o mundo permanecerá comprometido com o Acordo de Paris e avançará na ação climática para preservar seus interesses nacionais, independentemente do que – e de quando – os EUA decidirem.  Como disse no evento a ministra alemã do Meio Ambiente, Barbara Hendricks, não haverá “efeito dominó” na eventualidade dos EUA se retiraram do Acordo.

A presidência alemã do G20 se comprometeu a levar a mensagem do Diálogo de Petersberg à reunião de cúpula do grupo que acontecerá em Hamburgo em junho.  Presente ao evento, a chanceler alemã, Ângela Merkel, declarou:  “Precisamos agir rapidamente sobre as mudanças do clima. Isso não é uma questão de dinheiro, é uma questão de sobrevivência.  Se buscarmos uma política climática comum, todos os paises do G20 podem alcançar mais crescimento”.

Xie Zhenhua, representante especial da China para mudanças do clima, declarou: “O desenvolvimento verde de baixo carbono se tornou irreversível – nenhum pais, nenhuma pessoa pode parar esta tendência”.

Foto: www2.planalto.gov.br

Esta matéria nos foi gentilmente cedida por Rita Silva da aviv.comunicacao

O relatório pode ser baixado aqui

O press release da OCDE aqui

Salve! Este site é mantido com a venda de nossas camisetas. É também com a venda de camisetas que apoiamos a luta do Comitê Chico Mendes, no Acre, e a do povo indígena Krenak, em Minas Gerais. Ao comprar uma delas, você fortalece um veículo de comunicação independente, você investe na Resistência. Comprando duas, seu frete sai grátis para qualquer lugar do Brasil. Visite nossa Loja Solidária, ou fale conosco via WhatsApp: 61 9 9611 6826.

 

 

Leave a Reply

Your email address will not be published.