A macambira (Encholiriumspectabile Mart. exSchult. f.), também conhecida como macambira-de-flecha, é uma espécie endêmica do Brasil que pertence à família bromeliaceae. Encontra-se distribuída na região semiárida do Nordeste, principalmente em afloramentos rochosos e áreas de caatinga mais preservada.

Esta bromélia possui significativa relevância socioeconômica e ambiental nas regiões brasileiras onde as chuvas são mais escassas. Prova disso é sua intensa utilização para alimentação animal no período seco, quando o sertanejo não possui outras fontes de alimento para seu rebanho, ou até mesmo na alimentação humana, como mostram as histórias das grandes secas.

Assim, existem duas formas comumente utilizadas no Semiárido brasileiro para fornecimento de macambira aos animais: uma delas é a extração seletiva manual com facão apropriado, e a outra é a queima de suas touceiras no ambiente natural. Esta última, por sua vez, causa danos irreparáveis ao ambiente.

Na extração manual da macambira o trabalho é mais árduo, porém, se bem manejado, permite a rebrota nos anos seguintes. Por outro lado, o uso do fogo destrói vastas áreas de touceiras da planta que levam séculos para se formarem.

Além disso, o fogo atinge outras espécies da flora e diversos animais componentes da fauna da Caatinga que se beneficiam do ambiente inóspito aos predadores proporcionado pelas margens aculeadas da macambira.

Um dos grandes desafios no Semiárido é utilizar os recursos naturais de forma sustentável, garantindo renda digna às famílias ao mesmo tempo em que se preserva o meio ambiente. Dessa forma, faz-se necessário buscar alternativas que permitam essa harmonia na interação ser humano-ambiente.

Assim, tendo em vista a importância da criação de animais no Semiárido, uma das formas de evitar problemas ambientais causados pela queima das macambiras é a utilização de métodos de conservação de plantas forrageiras, como a fenação e ensilagem, que são utilizados em diversas partes do mundo em que a disponibilidade de alimento para os animais é abundante apenas em pequena parte do ano.

macambira-33-1

About The Author

Related Posts

Deixe uma resposta