Pela primeira vez em 20 anos, o panda gigante saiu da lista de animais ameaçados de extinção.

O panda gigante Ailuropoda melanoleuca, um dos animais mais “fofos” e queridos do planeta foi, por décadas, classificado como espécie “vulnerável” devido ao avanço da população humana sobre seu habitat natural, na China.

Em 2016, foi constatado um aumento consistente da população da espécie e o ursídeo saiu, finalmente, da lista de animais ameaçados de extinção, publicada anualmente pela União Internacional de Conservação para a Natureza (IUCN).

A IUCN atribui essa conquista às campanhas internacionais lançadas e mantidas por entidades ambientalistas em vários países, e também às medidas implantadas pelo governo chinês ao longo dos últimos 20 anos.

Para a IUCN, o aumento populacional resultou, em grande parte, das medidas implantadas pelo governo chinês que considera o animal um importante patrimônio cultural e biológico.

Ao longo dos últimos 20 anos o governo realizou campanhas de reflorestamento de bambu, principal alimento dos pandas. A população atual do panda, espécie endêmica do país, conta hoje com cerca de  2,060 indivíduos.

Entretanto, cientistas e ambientalistas se preocupam com a sustentabilidade desse crescimento populacional,  uma vez que se prevê a eliminação de um terço do habitat natural do urso panda, os bambuzais chineses,  nos próximos 80 anos.

Segundo John Robinson, cientista da Wildlife Conservation Society, “são tão poucas as espécies que são retiradas da lista de animais ameaçados, [que] realmente [a exclusão do panda gigante da lista de 2016] reflete um sucesso de conservação”.

A “lista vermelha” da IUCN inclui 82.954 espécies de plantas e animais. Segundo a organização, aproximadamente um terço desse total está ameaçado de extinção.

Você sabia?

Historicamente houve  muitas controvérsias sobre a taxonomia do panda gigante. Alguns biólogos afirmavam que o animal era da família do panda-vermelho.

Outros estavam convencidos de que era uma espécie de urso. Hoje há consenso de que o urso panda gigante é um ursídeo, mesmo tendo hábitos e alimentação bastante diferente.

Embora pertença à ordem Carnivora e tenha um sistema digestivo adequado para a  ingestão de carne, o panda se alimenta quase que exclusivamente por folhas de bambu.

Mesmo parecendo ser “fofos”, os pandas não animais dóceis. Ao contrário, podem ser  perigosos quando molestados em seu habitat natural.

Fonte: BBC

About The Author

Eduardo Pereira

Produtor Cultural

Related Posts

Deixe uma resposta