A Cabra Cabriola, ou o bicho papão, como é mais conhecido, é a personificação do medo: um animal, em forma de cabra, de aspecto monstruoso, comedor de crianças, um papa-meninos. No século 19, a Cabra Cabriola era tema de uma canção de embalar. A seguir, alguns trechos da canção:

“Cabra cabriola

Corre montes e vales,

Corre meninos a pares

Tamêm te comerá a ti

Se cá chegares”.

A Cabra Cabriola no Piauí e Pernambuco data dos séculos 19 e 20. Os pais contavam a lenda da Cabra Cabriola, afirmando que ela comia crianças que desobedeciam aos mais velhos. Diziam, ainda, que esse animal monstruoso invadia as casas à noite, em busca de crianças travessas. De acordo com a lenda no Brasil, o animal, ao entrar nas casas, cantava este verso:

“Eu sou a Cabra Cabriola

Que como meninos aos pares

Também comerei a vós

Uns carochinhos de nada”

No Brasil, principalmente no Nordeste, a lenda dizia que, quando uma criança começa a chorar de repente, é sinal de que a Cabra Cabriola está comendo outra criança. Para afastar essa assombração, as pessoas começavam a rezar.

As crianças ficavam tão assustadas que não saíam de perto das mães, ao escutarem qualquer ruído estranho perto da casa. A lenda dizia que a Cabra Cabriola é astuta como uma raposa e que tem um mau cheiro terrível.

Em casa de menino obediente, bom para a mãe, que não mijasse na cama e não fosse traquino, a Cabra Cabriola não passava nem perto.

Fonte: http://folclorebrasileiro.openbrasil.org

Ilustração salva por Pollyana Moura no Pinterest

 

Comentários

%d blogueiros gostam disto: