A Lenda de Santo Antônio Aparecido de Campo Maior
 
Próximo à Igreja de Nossa Senhora do Rosário, em Campo Maior, haviam três pequenos açudes. No açude do meio existia uma carnaúba com um oco no tronco perto da copa.
 
Por: JOSÉ GIL BARBOSA TERCEIRO/ Causos Assustadores do Piauí
 
Um dia, um homem colocou a mão dentro do buraco, procurando por ninhos de passarinhos, e encontrou uma pequena imagem de Santo Antonio. Em comemoração, o povo dali resolveu fazer uma capelinha de palha para os fiéis orarem ao santo, mas, no dia seguinte, a imagem não estava mais lá.

Depois de muita procura, perguntaram ao homem que a tinha trazido se ele havia pego a imagem e ele respondeu que não. Continuaram procurando até que a encontraram de novo no oco da carnaúba onde havia sido encontrada originariamente. Isso se repetiu umas três vezes e toda vez que levavam a imagem para a capelinha, ela voltava para a carnaúba.
21617739_1926632440931085_1807032496255118383_nAssim, o povo entendeu que o santo estava tentando transmitir uma mensagem. Era naquele lugar que ele queria ser adorado, de modo que o povo da cidade construiu ali, onde estava a palmeira, uma igrejinha, que, com o tempo, passou por várias adaptações até se tornar o que é hoje a Catedral de Santo Antonio, em Campo Maior.

Desde esse tempo, há mais de três séculos, todos os anos, os campomaiorenses festejam Santo Antonio, sempre no mês de junho. A festa de Santo Antonio Aparecido é, hoje, a maior festa religiosa do Piauí, recebendo fiéis de várias cidades de nosso estado e do Brasil.

Na abertura dos festejos ocorre sempre uma enorme procissão com grande quantidade de fiéis percorrendo a cidade atrás da imagem de Santo Antônio Aparecido. Mais atrás, vem o mastro da bandeira do santo que ao final da procissão será erguido em frente à catedral, para, ali, ser hasteada a bandeira.

Como Santo Antonio é tido como o santo casamenteiro, os fiéis, principalmente as mulheres, fazem de tudo para tocar no “pau do santo” (no caso, o mastro), pois dizem que quem consegue tocá-lo durante a procissão estará casado até a abertura dos festejos do ano seguinte, de modo que são muitos os casais da cidade que se uniram com a ajuda do santo. 

SOBRE O HINO DE SANTO ANTONIO DE CAMPO MAIOR

Santo Antônio é um santo muito popular, ao contrário do apóstolo Paulo, como pregou Frei Edmilson. As rezas da novena são solenes. Faz-se a adoração ao Santíssimo Sacramento, cantando o canto Tão Sublime Sacramento; neste momento as pessoas ficam de joelho; mas há aquelas que por razões diversas apenas adotam uma atitude de respeito. “Não há necessidade de se permanecer de joelhos durante a adoração. Para adorar ao Senhor, o importante é a atitude do coração diante de Jesus na Divina Eucaristia. Cada pessoa deve adotar a posição que melhor lhe convier, conforme suas convicções.”basilicadocarmocampinas.
Mas os fiéis que participaram da primeira noite de novena,festejaram mais um ano o santo padroeiro da cidade cantando com alegria o Hino de Santo Antônio.
O autor da letra do hino de Santo Antônio Aparecido foi o campomaiorense Moisés Eulálio (30-01-1871- 20-09-1931) Campo Maior (PI). Professor, poeta e comerciante. Advogado provisionado. Promotor Público em Campo Maior, foi também o autor da letra do hino de Santa Teresinha do Menino Jesus, para o coral da Matriz de Santo Antônio. Foi incluído na “Antologia de Sonetos Piauienses” (1972), organizada por Félix Aires, onde está inserido o seu soneto “Excerto de Homenagem”. O livro “Geração Campo Maior – Anotações para uma Enciclopédia”, de Reginaldo Gonçalves Lima, reproduz o soneto “Natal”, editado em 1968, no jornal “A Luta”. usinadeletras.

Fonte:  https://luselenedecampomaior.blogspot.com/2009/05/hino-de-santo-antonio.html


Salve! Pra você que chegou até aqui, nossa gratidão! Agradecemos especialmente porque sua parceria fortalece  este nosso veículo de comunicação independente, dedicado a garantir um espaço de Resistência pra quem não tem  vez nem voz neste nosso injusto mundo de diferenças e desigualdades. Você pode apoiar nosso trabalho comprando um produto na nossa Loja Xapuri  ou fazendo uma doação de qualquer valor pelo PIX: contato@xapuri.info. Contamos com você! P.S. Segue nosso WhatsApp: 61 9 99611193, caso você queira falar conosco a qualquer hora, a qualquer dia. GRATIDÃO!


 E-Book Caminhando na Floresta

Um livro imperdível sobre a experiência do autor na convivência com os seringueiros do Vale do Acre nos tempos de Chico Mendes.
COMPRE AQUI

 
 

%d blogueiros gostam disto: