A lenda do guaraná, o fruto que contém a essência de todos os outros  (…) O pajé disse então que aquele fruto era o Guaraná, que continha a essência de todos os frutos da floresta, como se fosse o cesto grande que Aguiry sempre trazia pra casa

Por Zezé Weiss 

Diz a lenda que Aguiry era um indiozinho muito feliz, que se alimentava somente de frutas que ele mesmo encontrava na floresta amazônica.

Todo santo dia, ainda no escurinho do amanhecer, Aguiry saía pela floresta e, quando voltava, trazia sempre um cesto grande, bem cheio de frutas, para distribuir com seus amigos da aldeia indígena de seu povo Maués.

Porém, um belo dia, Aguiry se afastou demais da aldeia e se perdeu na mata. Foi então que Jurupari, o demônio das trevas, o espírito do mal, que tinha corpo de morcego, bico de coruja, e que também se alimentava de frutas, transformou-se em uma serpente venenosa e, com uma picada certeira, matou Aguiry para tomar suas frutas.

Depois de muito esperar por sua volta, vários índios da aldeia Maués saíram pela floresta, em busca de Aguiry. Ao encontrar seu corpinho inerte, eles choraram muito e, do céu, Tupã, o deus do bem, mandou uma chuva forte. Ainda molhados da chuva os amigos de Aguiry ouviram de Tupã uma ordem: que retirassem os olhinhos do menino e os plantassem debaixo de uma árvore bem próxima à aldeia.

Passado um tempo, no local onde a aldeia chorou muitas lágrimas pela morte de Aguiry, apareceu uma planta diferente, que produziu um lindo fruto vermelho com um forte ponto negro e que tinha o formato dos olhinhos do garoto.

O pajé disse então que aquele fruto era o Guaraná, que continha a essência de todos os frutos da floresta, como se fosse o cesto grande que Aguiry sempre trazia pra casa.

Zezé Weiss – Jornalista. Texto construído a  partir de diversas versões da lenda do guaraná encontradas na internet.


IMPORTANTE: AÍ ABAIXO VOCÊ ENCONTRA O LINK PARA COMPRAR O E-BOOK RÉQUIEM PARA O CERRADO.  AJUDA NÓIS! 


Salve! Pra você que chegou até aqui, nossa gratidão! Agradecemos especialmente porque sua parceria fortalece  este nosso veículo de comunicação independente, dedicado a garantir um espaço de Resistência pra quem não tem  vez nem voz neste nosso injusto mundo de diferenças e desigualdades. Você pode apoiar nosso trabalho comprando um produto na nossa Loja Xapuri  ou fazendo uma doação de qualquer valor pelo PIX: contato@xapuri.info. Contamos com você! P.S. Segue nosso WhatsApp: 61 9 99611193, caso você queira falar conosco a qualquer hora, a qualquer dia. GRATIDÃO!

SEGUE DEPOIS DO ANÚNCIO


Réquiem para o Cerrado – O Simbólico e o Real na Terra das Plantas Tortas

Uma linda e singela história do Cerrado. Em comovente narrativa, o professor Altair Sales nos leva à vida simples e feliz  no “jardim das plantas tortas” de um pacato  povoado  cerratense, interrompida pela devastação do Cerrado nesses tempos cruéis que nos toca viver nos dias de hoje. 

COMPRE AQUI

SEGUE DEPOIS DO ANÚNCIO