Aqui no Planalto Central, principalmente na região do Goiás, ninguém nunca viu, mas muita gente dá conta da existência um ser enorme, meio bicho-meio gente, com cabelos enormes, unhas de metros, orelhas e cavaco e um urro de arrepiar. Esse bicho fantástico que vive no imaginário goiano é chamado de Pai do Mato.

Conta a história oral que o Pai do Mato é um defensor da natureza, principalmente dos animais e das plantas e, que, pra proteger as matas, se for preciso engole gente. Quem conta de quem diz que o viu um dia, dá notícias de um ser tipo extra-terrestre, com os pés parecidos com os dos cabritos, as mãos semelhantes às de um macaco e um nariz muito azul, assim como sua urina, que também é azul.

Diz-se também que o Pai do Mato tem o corpo fechado, razão por bala e faca não o matam.  Seu ponto fraco é um umbigo. Para acertá-lo, é preciso acertar exatamente no centro de uma roda frágil que ele tem em volta do umbigo. Mas como é difícil vê-lo, é quase impossível pensar que alguém possa sequer imaginar em acertá-lo. Em tempos passados, ele teria sido o grande defensor da floresta amazônica, mas depois que seus filhos cresceram, o Pai do Mato resolveu assumir a defesa as árvores tortas do Cerrado.

Fontes: www.sohistoria.com.br/lendasemitos/mato/  https://pt.wikipedia.org/wiki/Pai_do_mato

About The Author

Xapuri

Related Posts

Deixe uma resposta