Nos dias 12,13 e 14 de dezembro os dirigentes do Sinprefor participaram do Seminário da CONFEDERAÇÃO DOS TRABALHADORES NO SERVIÇO PÚBLICO MUNICIPAL – CONFETAM. O seminário teve como pauta os Impactos e Desafios da Reforma Trabalhista e Negociação Coletiva; Um Novo Modelo de Organização Sindical para enfrentar os Ataques à classe Trabalhadora e a Democracia; e, no dia 14, o Lançamento da Campanha Salarial 2018, marcado para o dia 18 de janeiro, em assembleia com todas as categorias, onde também será construída a pauta local.

“A participação do Sinprefor neste Seminário foi de grande relevância, pois é importante ouvir e trocar experiências de luta com outros sindicatos do país. Diante da conjuntura que o Brasil se encontra, com ataques aos direitos dos trabalhadores, a todo momento, tanto no âmbito federal, estadual e municipal, a união das entidades sindicais junto aos servidores em defesa dos direitos adquiridos é um grande passo para o fortalecimento visando a luta de classe. Vale lembrar que o sindicato é formado por todos nós trabalhadores e trabalhadoras que diuturnamente prestam serviços de qualidade ao nosso município”, disse a presidente Suyenne Borges.

Os dirigentes dos estados presentes – Alagoas, Ceará, Goiás, Espírito Santo, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Piauí, Paraná, São Paulo, Santa Catarina, Maranhão, Roraima, Rio Grande do Norte e Paraíba – receberam os materiais a serem distribuídos nos municípios e as artes das peças para a inclusão das logomarcas das federações e sindicatos.

“Nós vamos desenvolver a campanha dialogando com a sociedade, com os movimentos sociais organizados, movimento de mulheres, da juventude, negros e negras, LGBTs, todos esses segmentos nós vamos trazer para o centro do debate porque o nosso tema central é juntos e juntas vamos reconstruir o Brasil. Vamos resgatar os direitos que nos foram tirados e vamos impedir que as elites continuem avançando na perspectiva de continuar reduzindo o tamanho do Estado”, afirma a presidente da Confutam/CUT, Vilani Oliveira.

Conheça os 13 eixos da Campanha Salarial 2018 dos Servidores Municipais:

Concurso público e estabilidade do servidor concursado

Direito a livre negociação coletiva no serviço público

Defesa do SUS e do SUAS

Financiamento permanente do Fundeb

Justiça fiscal e desenvolvimento

Não à reforma da Previdência

Reajuste do piso dos Agentes de Saúde e Endemias

Plano de Cargos, Carreira e Remuneração

Educação pública, crítica e libertadora

Reajuste salarial acima da inflação

Revogação da Emenda Constitucional 95 (congelamento dos gastos públicos por 20 anos), das Leis da Terceirização e da Reforma Trabalhista (13.467/17)

Serviço público de qualidade

Contra a retirada de direitos

Comentários