Uma das primeiras ordens executivas do novo presidente dos Estados Unidos da América, Donald Trump, foi autorizar, no dia 24 de janeiro,  a construção de um oleoduto que atravessa as terras e águas sagradas da  nação indígena Sioux. Ante essa nova realidade, os Sioux, que haviam conseguido barrar a obra no governo Obama, voltam, agora, ao campo de batalha, e clamam por socorro. Segue o manifesto Sioux:

Hoje (24 de janeiro) Trump anunciou uma ordem executiva para a construção de um oleoduto que não somente viola a legislação,  mas também viola os tratados tribais vigentes nos Estados Unidos. Nada nos deterá na luta pela manutenção da nossa água limpa e boa. Nosso povo tomará providências legais, e enfrentará essa luta de cabeça erguida.

Nós chamamos você para lutar e para cerrar fileiras conosco. Como a ordem executiva de Trump ainda está em fase de procedimentos, por favor envie seus comentários para o seguinte link:  https://goo.gl/Nf5ITJ .  Seu comentário reforçará nosso argumento de que o oleoduto trará grandes riscos ambientais para nosso povo e para todos.

Por favor, se for possível, mande mensagens também para os congressistas norte-americanos, deixando-os saber que você nos apoia nessa luta. Levantemos nossas vozes juntos, só assim não cairemos nessa luta.” 

SOBRE OS ÍNDIOS  SIOUX:

O povo Sioux, ou Dakota, que é como se autodenomina, também conhecido como  Lakota, Teton, Titunwan (moradores da pradaria) e Teton Sioux (serpente ou inimigo) é um povo que, desde tempos imemoriais, habita as planícies localizadas entre os rios Missouri e Mississipi, nos Estados Unidos.

Os Dakota fazem parte de uma confederação de Sete Tribos Sioux (a Grande Nação Sioux ou os Sete Fogos do Conselho) e falam o idioma Dacota, um dos três principais dialetos da língua Sioux. O nome Sioux, relacionado com a expressão “serpente” lhes foi dado por serem considerados ótimos de guerra.

Os Sioux eram grandes agricultores e caçadores. Plantavam o milho e caçavam grandes animais, como  os  búfalos e os bisões, dos quais compartilhavam a carne entre todas as famílias da aldeia. Os ossos, usavam para fazer artesanato e fabricar armas. Já o couro, era utilizado para a confecção de roupas e tendas.

No início dos anos 1800, os Sioux constituíam uma civilização numerosa e complexa, com mais de 170 tribos reconhecidas. Com a Independência dos Estados Unidos, em 4 de julho de 1776, houve grande conflitos com os índios. Os Dakota resistiram por um longo tempo. Hoje, porém, vivem  em pequenos grupos nos estados norte-americanos de Dakota do Norte e Dakota do Sul.

Uma das maiores contribuições dos  Sioux para as gerações presentes e futuras foi sua filosfia, expressada em versos, poemas, frases e citações diversas, em especial sobre a relação do ser humano com nossa a única morada, o planeta Terra.  Os Sioux deixaram consolidados parte de seus ensinamentos em um código de conduta, conhecido como “As 20 Leis dos Sioux”:

  1. Levante com o Sol para orar – Ore sozinho. Ore com frequência. O Grande Espírito o escutará você, ao menos, falar.
  1. Seja tolerante com aqueles que estão perdidos no caminho – A ignorância, o convencimento, a raiva, o ciúme e avareza, originam-se de uma alma perdida. Ore para que eles encontrem o caminho do Grande Espírito.
  1. Procure conhecer-se, por si próprio – Não permita que outros façam seu caminho por você. É sua estrada, e somente sua. Outros podem andar ao seu lado, mas ninguém pode andar por você.
  2. Trate os convidados em seu lar com muita consideração – sirva-os o melhor alimento, a melhor cama e trate-os com respeito e honra.
  1. Não tome o que não é seu – Seja de uma pessoa, da comunidade, da natureza, ou da cultura. Se não foi ganhado nem foi dado, não é seu.
  1. Respeite todas as coisas que foram colocadas sobre a Terra – Sejam elas pessoas, plantas ou animais.
  1. Respeite os pensamentos, desejos e palavras das pessoas – Nunca interrompa os outros nem ridicularize, nem rudemente os imite. Permita a cada pessoa o direito da expressão pessoal.
  1. Nunca fale dos outros de uma maneira má – A energia negativa que você colocar para fora no universo, voltará multiplicada a você.
  1. Todas as pessoas cometem erros – E todos os erros podem ser perdoados.
  1. Pensamentos maus causam doenças da mente, do corpo e do espírito – Pratique o otimismo.
  1. A natureza não é para nós, ela é parte de nós – Toda a natureza faz parte da nossa família Terrena.
  1. As crianças são as sementes do futuro – Plante amor nos seus corações e águe com sabedoria e lições da vida. Quando forem crescidos, dê-lhes espaço para que cresçam.
  1. Evite machucar o coração das pessoas – O veneno da dor causada a outros, retornará a você.
  1. Seja sincero e verdadeiro em todas as situações – A honestidade é o grande teste para a nossa herança do universo.
  1. Mantenha-se equilibrado – Seu mental, seu espiritual, seu emocional, e seu físico, todos necessitam ser fortes, puros e saudáveis. Trabalhe o seu físico para fortalecer o seu mental. Enriqueça o seu espiritual para curar o seu emocional.
  1. Tome decisões conscientes de como você será e como reagirá – Seja responsável por suas próprias ações.
  1. Respeite a privacidade e o espaço pessoal dos outros – Não toque as propriedades pessoais de outras pessoas, especialmente objetos religiosos e sagrados. Isso é proibido.
  1. Comece sendo verdadeiro consigo mesmo – Se você não puder nutrir e ajudar a si mesmo, você não poderá nutrir e ajudar os outros.
  1. Respeite outras crenças religiosas – Não force suas crenças sobre os outros.
  1. Compartilhe sua boa fortuna com os outros – Participe com caridade.
A imagem pode conter: 2 pessoas, texto
ANOTE AÍ:
Para saber mais, visite a página dos índios Sioux no Facebook: Standing Rock Sioux Tribe

About The Author

Zezé Weiss

Jornalista Socioambiental

Related Posts

Deixe uma resposta