A lenda da água 

Por Sepé Kuikuro

Antigamente não existia água no mundo. Havia somente um homem, chamado Sagakagagu, que tinha seis cabaças de água.

O deus Taũgi foi procurar esse homem, pois diziam que ele vivia muito melhor do que todos os outros seres. Taũgi procurou o dono da água, até que chegou na aldeia onde Sagakagagu morava. O dono da água falou:

– Taũgi, você chegou?

– Eu cheguei.

– O que você quer comigo?

– Eu venho atrás do senhor para lhe pedir pelo menos uma cabacinha de água.

– Senhor Taũgi, eu tenho água aqui, mas não é água boa para tomar banho. Eu tenho água salgada e água doce.

O dono da água, Sagakagagu, não queria mostrar a água para Taũgi.

Taũgi já tinha percebido que ele não queria lhe dar a água.

No dia seguinte, o deus Taũgi quebrou todas as cabaças de água que estavam penduradas na casa do dono da água. Então, apareceu o mar, que tem água salgada, e os igarapés, os lagos, os rios e as lagoas de água doce. A água se espalhou pelo Brasil e pelo mundo inteiro.

Foi assim a origem da água no Brasil. Quem trouxe a água para nós foi o deus Taũgi.

Sepé Kuikuro – em “Livro das Águas Índios do Xingu”, 2002. Narrativa mítica do povo indígena Kuikuro, que vive no Parque Indígena do Xingu, sobre a origem das águas no Brasil.

Salve! Este site é mantido com a venda de nossas camisetas. É também com a venda de camisetas que apoiamos a luta do Comitê Chico Mendes, no Acre, e a do povo indígena Krenak, em Minas Gerais. Ao comprar uma delas, você fortalece um veículo de comunicação independente, você investe na Resistência. Comprando duas, seu frete sai grátis para qualquer lugar do Brasil. Visite nossa Loja Solidária, ou fale conosco via WhatsApp: 61 9 9961 1193.

Comentários

%d blogueiros gostam disto: