Por Eduardo Pereira

A maior ave brasileira atende pelo nome de Harpia (Harpia harpyja) e é também conhecida como gavião-real, gavião-de-penacho, uiraquer, uiruuetê, uiraçu, uiracuir, cutucurim e uiraçu-verdadeiro. Uiruuetê é um termo tupi que contém o termo e’tê, “verdadeiro”. Uiraçu veio do termo tupi para “ave grande”. E uiracuir veio da junção dos termos tupi-guarani para “pássaro” (gwirá, uirá) e para “cortante/afiado” (kuir).

Além de ser a mais pesada das aves brasileiras, chegando a até 12 quilos, nossa harpia é também uma das maiores aves de rapina do planeta. O nome harpia vem da mitologia grega. Os primeiros europeus que aqui chegaram assim a chamaram, comparando-a às monstruosas meio-mulheres/meio-águias da mitologia grega, por sua agilidade e habilidade para a caça.

Gavião-de-penacho e gavião-real, porque tanto o macho como a fêmea têm um lindo penacho na cabeça, com formato semelhante ao de uma coroa que, junto a um tipo de crista de penas largas, se levanta quando a ave ouve algum ruído. Além disso, os olhos pequenos e uma cauda com três faixas cinzentas compõem suas principais características.

Com asas largas e redondas, pernas curtas e grossas, dedos extremamente fortes e garras compridas e poderosas, a harpia é uma ave predadora tremendamente eficaz. Capaz de levantar um carneiro do chão, ela se alimenta principalmente de outras aves e de pequenos mamíferos, que caça com investidas curtas e rápidas. Grandes presas, como preguiças e macacos, costumam ser consumidas parcialmente até poderem ser transportadas para o ninho.

Do alto de seus 90 centímetros de altura e de sua envergadura de até 2,5 metros, a harpia é uma águia adaptada ao voo acrobático em ambientes florestais de espaços fechados, na Amazônia e em outras áreas de remanescentes de florestas na Argentina, na Bolívia, na Colômbia, no México e em algumas áreas da América Central. Há também registros raros da presença da harpia na Mata Atlântica. Como é uma ave muito visada pelos humanos, ela se restringe, atualmente, à Floresta Amazônica.

Eduardo Pereira –

Fontes:

https://www.infoescola.com/aves/harpia/

https://pt.wikipedia.org/wiki/Harpia_harpyja

Salve! Este site é mantido com a venda de nossas camisetas. É também com a venda de camisetas que apoiamos a luta do Comitê Chico Mendes, no Acre, e a do povo indígena Krenak, em Minas Gerais. Ao comprar uma delas, você fortalece um veículo de comunicação independente, você investe na Resistência. Comprando duas, seu frete sai grátis para qualquer lugar do Brasil. Visite nossa Loja Solidária, ou fale conosco via WhatsApp: 61 9 9611-6826.

Comentários

%d blogueiros gostam disto: