Chico Mendes, meu muito obrigado!

Por: João Rezende

Vou erguer a bandeira da paz

Nesses versos que a alma revela

Quero ver a poesia da vida

E o amor refletidos na tela

Semear quantas flores puder

Abolindo os espinhos do mal

Quero ser portador da esperança

Dar exemplos por meu ideal

Fazer versos de luz e verdade

Ir além deste corpo animal

Em defesa do meio ambiente

(…)

Constrangidos com a banalidade

Publicada em todos os jornais

O extermínio de um ecologista

Empecilho de alguns anormais

Este tema por mim escolhido

É tributo ao bravo soldado

Grande mártir da ecologia

Chico Mendes, meu muito obrigado!

Grande mártir da ecologia

Chico Mendes, meu muito obrigado!

 

Em destaque o vermelho se expande

Pelo verde da nossa bandeira

No sinistro final desta era

Que confisca a paz brasileira

Que as abelhas da publicidade

Permaneçam sempre sem em evidência

Pra que a morte do ecologista

Não se afaste de nossa consciência

A razão está fora de uso

A justiça que o mundo recusa

Permanece no esquecimento

A consciência já nem mais acusa

Este tema por mim escolhido

É tributo ao bravo soldado

Grande mártir da ecologia

Chico Mendes, Meu muito obrigado!

Grande mártir da ecologia

Chico Mendes, Meu muito obrigado!

 

Anúncios

Comentários

X
%d blogueiros gostam disto:
preloader