Por Carolina ParrodeEscola Aldeia

Somos brasileiros. E, em certa medida – entre tudo que somos- somos também indígenas! Embora a cultura indígena faça parte do nosso cotidiano, infelizmente cristalizou-se determinadas representações equivocadas no imaginário das pessoas. Assim, indígenas acabam sendo percebidos como figuras romantizadas ou mesmo lendárias, fato que favorece a exclusão da presença indígena na cultura brasileira. Sofremos de ausência de percepção de realidade! E como nossa escola – polo de difusão cultural e reflexão– pode contribuir?

Como nossos pensamentos e ações se convergem e se transformam nesse encontro de realidades? De início, precisamos evidenciar – de forma inequívoca – valores e premissas, já que são a maneira como concebemos a sociedade e, portanto, constituem as ferramentas que nos permitem construir nossa Aldeia.

A Aldeia é permeada por 5 valores: criatividade, protagonismo, diversidade, empatia e trabalho em equipe. A diversidade é valor importante! Primeiramente, porque vivemos no Brasil; coabitamos neste país diverso, com extensão territorial de 8.516.000 km² e 208 milhões de habitantes. E mais do que isso: somos uma nação cheia de cicatrizes e feridas abertas -que além de diversa e rica- pratica barbáries também por não ter aprendido a respeitar essas diferenças. Nossa riqueza é nossa dor e nossa delícia. Construímos uma nação sobre massacres, escravidão e extermínio de comunidades nativas! Precisamos incorporar a vanguarda de um pensamento progressista e empático acerca da diversidade bio-sócio-cultural do Brasil.

Queremos protagonistas criativos que construam a partir de uma realidade social presente. Seres humanos conectados com a imprevisibilidade de novos saberes, novas técnicas, novas conjunturas e elaborações; novas soluções para o planeta, com coragem e inovação! Precisamos formar mentes e corações que dão conta da concretude da vida e que tenham a ousadia de pensar/transformar a comunidade que habitam. O saber precisa se tornar cada vez mais coletivo, situado e encarnado.É indispensável que as escolas possibilitem narrativas saudáveis, iluminadas por um pensamento sistêmico,dialógico,direto e maduro! Nosso objetivo é formar seres humanos atentos às tramas sociais.

Salve! Este site é mantido com a venda de nossas camisetas. É também com a venda de camisetas que apoiamos a luta do Comitê Chico Mendes, no Acre, e a do povo indígena Krenak, em Minas Gerais. Ao comprar uma delas, você fortalece um veículo de comunicação independente, você investe na Resistência. Comprando duas, seu frete sai grátis para qualquer lugar do Brasil. Visite nossa Loja Solidária, ou fale conosco via WhatsApp: 61 9 9611 6826. Camiseta Mercedes

Comentários

%d blogueiros gostam disto: