O sincretismo de Ewá e Santa Luzia se dá pelo domínio sobre a vidência e a homenagem a elas ocorre em 13 de dezembro, quando fiéis pedem proteção dos olhos.

Homenagem em 13 de dezembro

Segundo a tradição da igreja católica, Santa Luzia foi uma jovem siciliana, venerada pelos católicos como virgem e mártir; que, segundo conta-se, morreu por volta de 304 durante as perseguições de Diocleciano em Siracusa.

Na antiguidade cristã, juntamente com Santa Cecília, Santa Águeda e Santa Inês, a veneração à Santa Luzia foi das mais populares; e, como as primeiras, tinha ofício próprio.

Santa Luzia chegou a ter vinte templos em Roma dedicados ao seu culto.

Ewá e Santa Luzia – O sincretismo

Ewá domina a vidência, atributo que o deus de todos os oráculos lhe concedeu por esta razão é sincretizada com a Santa católica; a protetora dos olhos que é comemorada em 13 de dezembro.

Santa Luzia e Ewá são padroeiras dos oftamologistas e daqueles que têm problemas de visão.

 

Oração a Santa Luzia

Padroeira dos oftalmologistas e daqueles que tem problemas de visão

“Santa Luzia, consagrada a Deus com o voto de castidade, enfrentastes com fortaleza quem tentava violar este voto. Não aceitastes de forma alguma adorar falsos deuses e, por isso, fostes martirizada.

Alcançai-me de Deus a firmeza em meus bons propósitos . Protegei-me contra todo o mal dos olhos (peça com fervor sobre seus problemas nos olhos).

Fazei que eu use da minha vista somente para olhar o mundo e as pessoas com caridade e otimismo.

Pela vossa poderosa intercessão, alcançai-me aforça para superar qualquer contrariedade, principalmente a que estou passando agora (diga a Santa Luzia todos os seus problemas).

Mantenha viva a minha fé em Jesus Cristo, nosso único senhor, Ele que vive e reina com o Pai e o Espírito Santo, por todos os séculos e séculos… Amém!”

Oração a Ewá

“Senhora do céu rosado, senhora das tardes enigmáticas; senhora das nuvens carregadas, esteira do arco-íris.

Senhora das possibilidades das vantagens e dos caminhos do encantamento e da beleza, da alegria e da felicidade.

Senhora das brumas dissipe as nuvens dos meus caminhos; ó poderosa princesa!

Invoque as forças dos ventos a meu favor, que a chuva me cubra de prosperidade, que sua coroa cubra meu destino; ó princesa-mãe do oculto!

Que eu seja o seu filho perdido e bendito e em suas graças; que a névoa que existe hoje em meus passos seja límpida no amanhã!

Que assim seja!”

Fonte: Raízes espirituais

Raizes Espirituais

 


Salve! Pra você que chegou até aqui, nossa gratidão! Agradecemos especialmente porque sua parceria fortalece este nosso veículo de comunicação independente, dedicado a garantir um espaço de Resistência pra quem não tem vez nem voz neste nosso injusto mundo de diferenças e desigualdades. Você pode apoiar nosso trabalho comprando um produto na nossa Loja Xapuri ou fazendo uma doação de qualquer valor pelo PIX: contato@xapuri.info. Contamos com você! P.S. Segue nosso WhatsApp: 61 9 99611193, caso você queira falar conosco a qualquer hora, a qualquer dia. GRATIDÃO!


Réquiem para o Cerrado – O Simbólico e o Real na Terra das Plantas Tortas

Uma linda e singela história do Cerrado. Em comovente narrativa, o professor Altair Sales nos leva à vida simples e feliz no “jardim das plantas tortas” de um pacato povoado cerratense, interrompida pela devastação do Cerrado nesses tempos cruéis que nos toca viver nos dias de hoje.

COMPRE AQUI

Comentários

%d blogueiros gostam disto: