fbpx

O tapa de Will Smith e o cuspe de Jean Wyllys

Atos de rebeldia contra opressões e silenciamentos históricos, reações a discursos dominantes que impulsionam violências cotidianas contra minorias oprimidas
Diego Ricoy/Brasil247
Certamente você deve se lembrar do cuspe que o ex-deputado Jean Wyllys deu em Bolsonaro em 2016. Mas qual a sua relação com o tapa que o ator Will Smith deu no rosto de seu colega de profissão, Chris Rock?
www.brasil247.com - Chris Rock e Will Smith
Chris Rock e Will Smith (Foto: Brian Snyder/Reuters)


Block

Era novembro de 2014. Primeiro fim de semana do mês. Plena campanha da Dilma. Fim de tarde na RPPN Linda Serra dos Topázios, do Jaime Sautchuk, em Cristalina, Goiás. Jaime e eu começamos a conversar sobre a falta que fazia termos acesso a um veículo de informação independente e democrático, mas com lado. Ali mesmo, naquela hora, resolvemos criar o nosso. Um espaço não comercial, de resistência. Um trabalho de militância, tipo voluntário, mas de qualidade, profissional.
Jaime propôs um jornal; eu, uma revista. O nome, Xapuri, eu escolhi (ele queria Bacurau). Dividimos as tarefas. A capa ficou com ele, a linha editorial também. Correr atrás de grana ficou por minha conta. A paleta de cores, depois de larga prosa, ele escolheu (eu queria verde-floresta).
Fizemos a primeira edição da Xapuri lá mesmo, na Reserva, praticamente em uma noite. Já voltei pra Brasília com uma revista montada e com a missão de dar um jeito de diagramar e imprimir.
Nos dias seguintes, o Jaime veio pra Formosa, pra convencer minha irmã Lúcia a revisar a revista, no modo grátis. Daqui, rumamos pra Goiânia, pra convidar o arqueólogo Altair Sales Barbosa para o Conselho Editorial. Altair foi o nosso primeiro conselheiro. Até a doença se agravar, Jaime fez questão de explicar o projeto e convidar, ele mesmo, cada pessoa para o Conselho.
O resto é história. Jaime e eu trilhamos juntos uma linda jornada. Depois da Revista Xapuri veio o site, vieram os e-books, a lojinha virtual (pra ajudar a pagar a conta), os podcasts e as lives, que ele amava. Em 80 meses, Jaime fez questão de decidir, mensalmente, o tema da capa e, quase sempre, escrever ele mesmo a matéria.
Na tarde do dia 14 de julho de 2021, aos 67 anos, depois de longa enfermidade, Jaime partiu para o mundo dos encantados. No dia 9 de julho, quando preparávamos a Xapuri 81, pela primeira vez em sete anos, ele me pediu para cuidar de tudo. Foi uma conversa triste, ele estava agoniado com o agravamento da doença e com a tragédia que o Brasil enfrentava. Não falamos em morte, mas eu sabia que era o fim.
É isso. Agora aqui estou eu, com uma turma fantástica, tocando nosso projeto, na fé, mas às vezes falta grana. Você pode me ajudar a manter o projeto assinando nossa revista, que está cada dia mió, como diria o Jaime. Você também pode contribuir conosco comprando um produto em nossa lojinha solidária (lojaxapuri.info) ou fazendo uma doação via pix: contato@xapuri.info. Gratidão!
Zezé Weiss
Editora

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

1 comentário em “O tapa de Will Smith e o cuspe de Jean Wyllys”

  1. Ditadura capitalista do ocidente criou castas de superexcitas que escraviza o povo brasileiro.
    1
    Julio Cesar Bonassa de Oliveira
    Publicado por Julio Cesar Bonassa de Oliveira
    há 23 horas
    1 visualizações
    Se diz como democracia de direitos mas vivemos uma ditadura gay imposta pelar elites finaceira que formaram suas universidades como A Universidade Presbiteriana Mackenzie , que usam as teorias de Floyd para aplicar como sendo verdade e para pertencer as mais altas classes sociais tem que aceitar as teorias de Floyd como verdade, onde a teoria diz que não a diferença de gênero masculino e gênero feminino, Gêneros são iguais o que e uma mentira, segundo a ciência, mesmo no brasil as universidades tendo autonomia universitária as universidade que por serem de homem e não aceitam essa condição são excluídas e reconhecida como universidade de gay, e utiliza-o a teorias de Charles Darwin para colocar os judeus como como sendo a raça superior, esse o motivo do Wiliam Bonner apresentar o JN como símbolo de Homem, como ele colocam no mercado financeiro esta espécie para controlar o mercado financeiro, eles tem o poder de construir classes sociais porque, ele só em ventem em papeis financeiros, e títulos da divida pública, provocando desindustrialização! E provocando enorme desemprego, E abrindo mercado para o que da mais dinheiro o trafico de drogas, trafico de armas, trafico de seres humanos, sendo o mecanismo que financia as forças armadas dos EUA o imperialismo, escravizando as pessoas no brasil, pelo auto desemprego por serem excluídas das elites financeiras que não aceitam as teorias de Floyd, com auto desemprego são obrigadas a aceitar o que tiver de trabalho para sobreviver.
    Desde 1995, quando o Brasil reconheceu diante das Nações Unidas a persistência do trabalho escravo em seu território, até o final do ano passado, mais de 57 mil pessoas foram resgatadas.28 de jan. de 2022
    E tivemos a chacina de Unaí em mataram os auditores do trabalho que estavam tentando resgatar trabalhadores escravos.
    A solução e queimar e exterminar essas testemunhas de jeová que formam as elite finaceira escravocratas, e colocar a força nacional de segurança pública como sendo lideres comunitários e estados e município e DF/ acabando com as comarcas dos latifundiários, para ensinar o criacionismo nas escolas.

Comentários encerrados.