Indígenas paraguaios acusam brasileiro de expulsá-los de terra

Famílias indígenas da etnia avá-guarani estão acampadas há três meses no Congresso Paraguaio e afirmam que foram expulsas de suas terras por pistoleiros contratados por um fazendeiro brasileiro

Por: Fabiano Masisonnave/FolhaPress
Acampadas há três meses diante do Congresso do Paraguai, 37 famílias indígenas da etnia avá-guarani afirmam que foram expulsas de suas terras por pistoleiros contratados por um fazendeiro brasileiro. O suposto ataque teria acontecido no dia 28 de outubro de 2018, contra a comunidade Takuara’i, no município paraguaio de Corpus Christi, próximo à cidade brasileira de Sete Quedas (MS).
Indígenas paraguaios acusam brasileiro de expulsá-los de terra
Foto: Fábio Nascimento/MNI
ANOTE:
Anúncios

Comentários

X
%d blogueiros gostam disto:
preloader