Queimadas: Povo Xavante enfrenta o fogo

Ano passado (2020), as queimadas foram piores, porém eles tinham o auxílio da brigada Antifascista. Com o COVID, esta ajuda é uma incógnita…

Por Laís Vitória Cunha de Aguiar / Jornalistas Livres

“Antigamente não havia muitas queimadas, só havia queimada pra fazer caçar, casamento, ritual…Antigamente a queimada pra fazer caçar tinha limite. Hoje tem muitas queimadas, muita destruição do cerrado (…) E nós somos o povo do cerrado.” -Libêncio Xavante.

A rodovia (BR-70), no Mato Grosso, perpassa o território do povo Xavante (Sangradouro), o que facilita para os fazendeiros invadirem as terras e botarem fogo.

Moradores carregam corpo de animal morto no incêdio (2020). Por: Libêncio Xavante

Moradores carregam corpo de animal morto no incêdio (2020). Por: Libêncio Xavante

Na aldeia Abelhinha, eles estão tentando criar uma brigada para combater o fogo. De acordo com moradores, as queimadas aumentaram exponencialmente ano passado, causando crises respiratórias em crianças e idosos.

Com o sistema de saúde em crise por causa do Covid, seria extremamente perigoso levar as crianças e idosos até os hospitais, e por isso estão ainda mais preocupados com a questão das queimadas.

Eles não têm acesso aos medicamentos normalmente utilizados para o tratamento de doenças respiratórias, e com as queimadas não conseguem achar as plantas medicinais que utilizariam no tratamento.

Cerrado em fogo. (2020) Crédito: Libêncio Xavante

Cerrado em fogo. (2020) Crédito: Libêncio Xavante

CLIQUE NO ANÚNCIO PARA AJUDAR NOSSO PROJETO:

O período de queimadas vai de julho até setembro, e por isso eles estão tentando se preparar o quanto antes. Todavia, não tem dinheiro para comprar os equipamentos necessários. Assim, o objetivo é criar uma brigada que fique responsável por cuidar do fogo cada vez que ele ocorrer.

Ano passado a brigada Antifascista, de São Paulo, havia colaborado com os moradores da região. A questão é que se eles não forem vacinados (os membros da brigada), não poderão ir até Sangradouro e os indígenas não terão ninguém para ajudá-los e nem o equipamento.

Eles estão totalmente sozinhos, e mesmo sabendo como utilizar os instrumentos necessários para acabar com as queimadas, sem o equipamento não poderão fazer nada. Por isso, apesar do desejo de proteger sua terra, não estão próximos de consegui-lo.

 

Fonte: Jornalistas Livres

 

Sobre o Autor


Salve! Pra você que chegou até aqui, nossa gratidão! Agradecemos especialmente porque sua parceria fortalece este nosso veículo de comunicação independente, dedicado a garantir um espaço de Resistência pra quem não tem vez nem voz neste nosso injusto mundo de diferenças e desigualdades. Você pode apoiar nosso trabalho comprando um produto na nossa Loja Xapuri ou fazendo uma doação de qualquer valor pelo PIX: contato@xapuri.info. Contamos com você! P.S. Segue nosso WhatsApp: 61 9 99611193, caso você queira falar conosco a qualquer hora, a qualquer dia. GRATIDÃO!


E-Book A Verdade Vencerá – Luiz Inácio Lula da Silva

Em entrevista aos jornalistas Juca Kfouri e Maria Inês Nassif, Lula expressa sua indignação com o massacre sofrido ante a farsa da Lava Jato. Imperdível!

COMPRE AQUI

 

 

 
 
 
CLIQUE NO ANÚNCIO PARA AJUDAR NOSSO PROJETO:
[instagram-feed]
[instagram-feed]