A Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib) presta solidariedade as parentas indígenas da Guatemala Andrea Ixchíu, Lucía Ixchíu, Gabriela Ixchíu e ao fotojornalista Carlos Cano que foram vítimas de uma emboscada feita por madeireiros ilegais e foram brutalmente atacados, no dia 22 de setembro.
Eles produziam um documentário para denunciar a destruição da floresta de Totonicapán, na Guatemala, local sagrado do povo K´iché, quando foram surpreendidos com homens armados com machados, facões e paus. As três companheiras, que são comunicadoras e lideranças indígenas da região, e o fotojornalista escaparam com vida e estão em recuperação. Recentemente estiveram junto com a Apib realizando o encontro internacional de mulheres indígenas “Cura da Terra”.
De acordo com os relatos das vítimas, as ameaças, agressões e assassinatos têm aumentado neste período de pandemia da Covid-19 na Guatemala. Repudiamos a violência e pedimos justiça para que este caso de violência não se repita com aqueles que lutam pela proteção dos seus territórios! Desejamos pronta recuperação para as companheiras agredidas!
Sangue Indígena: Nenhuma gota a mais!

Salve! Este site é mantido com a venda de nossos produtos. É, também, com um percentual dessas vendas, que apoiamos a luta do Comitê Chico Mendes, no Acre, do povo Krenak, em Minas Gerais, do Museu Kalunga Iaiá Procópia, em Goiás e do povo Xavante, no Mato Grosso. Ao comprar em nossa Loja Xapuri, você fortalece um veículo de comunicação independente, você investe na Resistência. Contamos com você! WhatsApp:61 9 99611193.

Comentários

%d blogueiros gostam disto: