O Brasil é Quilombola: Nenhum Quilombo a menos!

Querido Leitor, Querida Leitora,

A Xapuri se soma à luta dos povos indígenas e quilombolas neste momento crítico para o seu futuro e para o futuro do próprio povo brasileiro. 

Mais de 58 mil pessoas já assinaram a petição “O Brasil é Quilombola, nenhum Quilombo a menos”! Caso queira e possa, agradecemos muito sua participação nesta campanha tão essencial para o futuro de nossas comunidades quilombolas. 

Para fortalecer ainda mais este movimento, contribua na coleta de mais assinaturas. Compartilhe e divulgue estes links, fale com suas amizades e sua família.

Compartilhar a petição no Facebook!

 

Além do futuro de milhões de quilombolas, no próximo dia 16 o STF também decidirá o futuro de milhares de indígenas. Serão julgadas três ações judiciais que podem consolidar a tese do Marco Temporal. Segundo essa tese, só terão direito à terra as comunidades que estavam no local em 5 de outubro de 1988.  Ignoram porém, o fato de os povos tradicionais terem sido retirados à força de suas terras bem antes disso.

A Conaq e a Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib) se juntaram para garantir que os direitos dos Povos Tradicionais não sejam excluídos.

Convidamos vocês a gravarem um vídeo e postarem em suas redes sociais.

Queremos contar para todos que nossos direitos estão sendo negociados, MAS que juntos podemos mudar isso.

Para o vídeo, sugerimos que você fale o seguinte texto:

Para os povos tradicionais a terra é bem mais que o chão em que se pisa, onde se constrói a casa ou se planta o alimento.

A terra é identidade, é ancestralidade, é sagrada.

É a continuidade de suas vidas.

Mesmo garantidos na Constituição, quilombos e Terras Indígenas estão nas mãos do Supremo Tribunal Federal.

Neste momento em que nossos direitos estão sendo “negociados” precisamos nos unir.

O Brasil é indígena, o Brasil é quilombola, o Brasil sou eu, o Brasil é você!

Nenhum direito a menos, nenhum passo atrás!

Na hora de postar, use o texto abaixo como legenda:

Dia 16 de agosto pode ser o Dia do Juízo Final.

Todos os quilombos demarcados estão nas mãos do Supremo Tribunal Federal. Isso porque o partido Democratas pediu a anulação do decreto que regulamenta as terras dos descendentes de escravos.

Na mesma data, o STF também vai julgar ações sobre terras indígenas que podem consolidar a tese do marco temporal, que diz que só teriam direito à terra os povos indígenas que ocupavam aquele espaço em 5 de outubro de 1988, data da promulgação da Constituição. Porém, não levam em consideração que esses mesmos indígenas foram tirados à força de suas terras bem antes disso.

Agora precisamos nos unir para garantir os direitos constitucionais dos povos tradicionais do Brasil.

O Brasil é indígena! O Brasil é quilombola! O Brasil somos todos nós!

#NenhumQuilomboAMenos #SomosTodosQuilombolas #QuilombolasPorDireito #OBrasilÉQuilombola #MexeuComÍndioMexeuComClima #MenosPreconceitoMaisÍndio #NãoAoMarcoTemporal

O Brasil é indígena! O Brasil é quilombola! O Brasil somos todos nós!

Obrigado por fazer parte desta corrente.

Cordialmente,

ANOTE AÍ:

Fonte desta matéria:

Ivo Fonseca Silva
CONAQ – conaqadm=gmail.com@mail154.suw16.rsgsv.net  conaqadm@gmail.com>

Foto: vermelho.org.br

About The Author

Xapuri

Related Posts

Deixe uma resposta