Sem tempo para a Academia? Caminhar melhora a saúde do seu coração –

A caminhada é um exercício democrático e sem contraindicação. Pode ser praticada em qualquer lugar e por qualquer pessoa. Por ser amena e estimular o batimento cardíaco, é considerada a melhor atividade para o coração.

Segundo a Associação Americana do Coração, a prática regular da caminhada diminui em 9,3% o risco de alguém desenvolver uma doença cardíaca, reduz em 4,3% a probabilidade de apresentar colesterol alto e em 7,2% o risco de sofrer de hipertensão.

Durante uma caminhada, os vasos sanguíneos ficam mais relaxados e dilatados, facilitando a circulação e diminuindo a pressão arterial. Desta forma, o coração trabalha com menos resistência, o que diminui o risco de problemas como infarto e AVC.

Caminhar também ajuda a controlar os níveis de colesterol no corpo, porque não só diminui a produção de gorduras ruins (LDL) – que pode resultar em problemas como a aterosclerose, um acúmulo de gordura nas artérias que obstrui a passagem de sangue – como também age elevando os níveis de HDL, o chamado colesterol bom, essencial para o funcionamento do organismo.

Outro fator de risco para doenças cardíacas, que também pode ser regulado através da caminhada, é o diabetes. Isso ocorre porque a produção de insulina, substância que absorve a glicose nas células, aumenta durante a prática deste exercício, uma vez que a atividade do pâncreas e do fígado é estimulada.

Apesar de a caminhada ser uma atividade mais amena, um estudo da Associação Americana do Coração, publicado no periódico “Asteriosclerosis, Thrombosis and Vascular Biology”, mostrou que caminhar tem os mesmos efeitos que correr na redução dos riscos de doenças cardíacas. Segundo os especialistas, caminhar e correr desenvolvem o mesmo grupo de músculos.

BENEFÍCIOS PARA TODO O CORPO

Além de proteger o coração, a caminhada também beneficia pulmão e ossos. As trocas gasosas que ocorrem durante a respiração passam a ser mais poderosas quando se caminha com frequência, facilitando a limpeza do pulmão, dilatando os brônquios e prevenindo algumas inflamações das vias aéreas.

A movimentação dos ossos durante uma caminhada faz com que haja maior quantidade de estímulos elétricos, chamados piezelétrico, que facilitam a absorção de cálcio, deixando os ossos mais resistentes e menos propensos a desenvolverem osteoporose.

Pessoas que caminham também controlam melhor o peso. A atividade aumenta o gasto energético, queimando gorduras localizadas. Uma pesquisa da Universidade de Yale, nos Estados Unidos, mostrou ainda que mesmo após a atividade a pessoa continua a emagrecer, devido à aceleração do metabolismo.

Fonte: http://www.ladoaladopelavida.org.br. Com edições de Eduardo Pereira.

Anúncios

Comentários

X
%d blogueiros gostam disto:
preloader